quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Cateter, fístula e fluxo sanguíneo

Para fazer hemodiálise você precisa de um fluxo de sangue muito mais alto do que seria possível com uma punção padrão com aquelas agulhas de tirar sangue...então tem dois jeitos mais comuns para conseguir um bom fluxo de sangue.
Com o cateter (temporário), que é uma espécie de tubo de silicone que se coloca em uma veia, ou no peito ou no pescoço, ficam uns dois tubinhos para fora do corpo por onde um vai sair o sangue para a máquina e o outro retornar filtrado da mesma. O cateter no pescoço é preferido por uma questão de segurança, a veia em que é posto segue uma linha reta diferente da no peito que faz uma curva. É importante tomar cuidados com o cateter, que é uma ligação direta com a corrente sanguínea, para evitar infecções, nunca deixar o curativo que envolve o cateter molhado por exemplo, e sempre que molhar procurar trocar o curativo... caso o cateter saia por acaso em casa lembre de não por para dentro para não levar infecções para dentro do organismo, se ainda tiver parte dentro fique calmo e va para o hospital tirar o resto... se sair todo deve sangrar um pouco, então lembre de apertar bem com uma gaze ou algo assim para segurar o sangramento. Ficar atento se ele parece molhar sozinho também vale, a abertura pode escorrer linfa e molhar o curativo...assim é necessário trocar todo dia.
Para evitar ficar com o cateter é preciso fazer uma pequena cirurgia no braço, uma fístula, que é uma ligação da artéria com uma veia externa para aumentar o seu calibre com a passagem de mais sangue...assim depois de mais ou menos 1 mês você já pode furar o braço com uma agulha de maior calibre...e passar o fluxo de sangue necessário para hemodiálise...são feitos dois furos para saída e entrada de sangue filtrado, a agulha é maior que uma agulha comum dessas de seringa, mas o furo, quando é bem feito, não costuma doer tanto quanto se imagina. Para evitar perder essa fístula, o que vai exigir uma nova cirurgia e mais um tempo com o cateter primeiro você deve trabalhar bastante ela antes da primeira punção, com exercícios como apertar uma bolinha macia de borracha, mas o principal é evitar prender a circulação no braço com a fístula, fazendo muita força de carga (carregar uma sacola por exemplo) ou dobrando muito o braço. se você cuidar bem da fístula com compressas quentes nos dias entre as dialises e exercícios regulares você pode manter essa fístula por muitos anos e sem a formação de "caroço" na veia que vai machucando se é sempre furada n mesmo lugar...vale a pena esticar a utilidade desta fístula para evitar ficar com o braço feio. A fístula tem um ritmo de batimento chamado de frêmito...que é diferente do pulso comum...pareçe mais com um fluxo contínuo que é como você sente se a fístula está funcionando bem, se você não sentir mais esse frêmito fique atento para não correr o risco de perder a fístula.
O fluxo de sangue na máquina de hemodiálise é medido em ml por minuto...geralmente é usado um fluxo de 300 a 350 ml/min. Nas primeiras punções o fluxo é menor para não forçar muito a fístula que é muito nova...uns 200 a 250 ml/min.

114 comentários:

  1. olá gostaria de saber como faço para sumir com a veia que esta muito alta no braço da fistula. desde ja quero agradecer a atenção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No geral é com dedicação em cuidados com a sua fístula, eu me lembro de muita gente com problemas de fístula na clínica depois de anos de hemodiálise, alguns piores que os outros, mas tinha também o pessoal que já tinha passado dos 10 anos de casa e que a fístula ia muito bem e relativamente pouco inchada...ela sempre incha um pouco pois é um ponto no seu braço que é constantemente ferido pela agulha e cria aquele "calombo" , o meu depois do transplante e algum tempo sumiu, inclusive devido a uma hipotensão durante a cirurgia fechou e já acordei do transplante sem a fístula (o que admito, é estranho quando você se acostuma sentir que não tem mais nada no seu braço) ... mas as dicas que eu sempre segui eram as mais simples, evitar carregar peso no braço com fístula (sacola de supermercado incluso) , depois de todas as seções eu enfiava o meu braço numa bacia de gelo ou só passava um gelinho em cima do curativo ou mais tarde depois de remover o Curativo , e pedia de vez em quando para tentarem furar mais longe dos furos comuns..mais para cima ou baixo do braço... é uma neurose cuidar da fístula, mas também me lembro que era divertido impressionar meus amigos com ela hehe... mas vou tentar falar com uma dermatologista ou cirurgião vascular a respeito para ver se encontro mais dicas de como "sumir" com essa sua veia ok =)... obrigado a você por contribuir com o Blog =). Espero ter te ajudado de alguma forma e vamos ver se posso ajudar com outras dicas logo.

      Excluir
  2. Olá, gostaria muito de saber , se é mais perigoso o cateter , agora meu pai teve que trocar do braço para o pescoço estou muito preocupada ! Obrigada , me responda por favor !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kianny... se o seu pai teve de trocar do braço para o pescoço eu deduzo que ele deve ter por algum motivo perdido a fístula e tido de instalar um cateter que passe pelo pescoço para fazer a hemodiálise... o cateter tem um grande perigo que é o risco de infecções, a ponta do cateter no seu final chega bem próximo ao coração e portanto uma infecção que seja via cateter tem sempre o risco de se tornar uma infecção que atinga também o coração... por isso a preferência para hemodiálise é sempre pela fístula... o que o seu pai provavelmente vai poder fazer logo no ante-braço ou no braço contrário de onde a fístula original se encontrava... como eu já falei antes a fístula exige cuidados e exercícios para sua manutenção, e um tempo mínimo de 20 dias até o seu uso para hemodiálise... mas o ideal se não me engano é 40 dias de desenvolvimento da fístula até poder fazer a perfuração para hemo... mas fique tranquila, enquanto durar o cateter no mais deve ser ter atenção para nunca molhar ou deixar molhado o curativo que cobre a região por onde entra o cateter, logo, muito cuidado no banho, com capa e tudo mais que for preciso...nada de enfiar a cabeça debaixo do chuveiro e deixar a água correr, é bobagem o risco de molhar o curativo e deixar molhado para desenvolvimento de bactérias e infecções no geral... o negócio é ficar bastante atenta com os cuidados de higiene e claro de manuseio do cateter temporário do seu pai... só para concluir é sempre importante que se não em todas pelo menos uma vez por semana durante a hemodiálise a equipe de enfermagem faça a troca do curativo e limpe a região com álcool 70 ou superior, e passe uma pomada antibacteriana no local antes de refazer o curativo.
      Apenas um comentário pessoa, no meu tempo de cateter a perfuração foi feita de tal forma que atingiu uma passagem do sistema linfático, então por algumas semanas eu sofri com a percepção da equipe de enfermagem de que eu molhava sempre o curativo quando na verdade levou-se muito tempo para se notar que eu não molhava o curativo..mas que o meu sistema linfático que praticamente jorrava linfa para fora da abertura na pele do cateter, vale a pena prestar atenção... mas isso é muito raro. E claro, tudo o que eu falei aqui vale para o cateter temporário, o cateter permanente é outra história.

      Excluir
  3. ola me chamo luana e faço hemodialize mais ainda estou com um cateter no pescoço ja vai fazer 3meses isso e normal causa alguma infecçoes.gostaria de saber isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana... enfim... a perspectiva média é de que assim que se tem a noção que você vai permanecer em hemodiálise por um longo tempo se procure um cirurgião vascular para realizar a cirurgia da fístula, e que você fique com o cateter por cerca de 1 a 2 meses...
      Pessoalmente eu também tive problemas para ter a ajuda necessária quando no meu tempo de hemodiálise para fazer a cirurgia da fístula... e o tempo foi se passando e fiquei mais de 3 meses com o cateter sem que a fístula estivesse pronta para uso. Por sorte ou azar, 24 dias depois da cirurgia da fístula eu, durante a manhã, dormindo na cama acabei prendendo o cateter no meio dos braços já que o meu cateter era sub-clave(no peito do lado direito superior) e já tinha caído os pontos da abertura depois de tanto tempo com o cateter temporário que começava a se soltar...ao me virar na cama senti uma forte pancada no peito e me assutei, até uma piada na hora pq pensei que fossem gasses hehe, mas percebi que aquele tipo de pressão que eu sentia não era pontuda como uma dor por gases... deitado pus a mão no peito e senti a falta do cateter onde ele estava... fui seguindo o tubo liso do cateter até perceber que a entrada estava na altura do umbigo... levantei segurando o cateter e chamei um taxi para ir na hora até a clínica... sobre como fui tratado quando cheguei lá prefiro não fazer comentários... mas a conclusão foi da sorte de eu ter ficado com poucos centímetros da ponta do cateter ainda dentro da abertura e logo não tive sangramento...porém, apenas para acrescentar algo caso isso aconteça com alguém, se isso acontecer com você em casa durante o sono ou algo assim e o cateter de fato soltar do seu peito ou pescoço, pegue algum pano ou algodão e pressione forte na região onde se contra a abertura e se possível o curativo ainda no local... mantenha apertado e claro, depende da avaliação própria decidir por ir por conta própria ou chamar uma ambulância, mas seja como for... dirija-se até sua clínica de hemodiálise ou até um hospital próximo.
      Mas fique tranquila Luana... o importante é que você não tenha e medo e se tiver 3 meses de cateter e não tiver feito a cirurgia para fístula, que você pressione os seus médicos da clínica para fazer a cirurgia o mais depressa possível, é o mais seguro para todo mundo que faz hemodiálise...você pode fazer pelo SUS com um cirurgião vascular...espero ter te ajudado de alguma forma. Qualquer caso mande mais uma pergunta que eu pesquiso e tento descobrir aquilo que você precisar de informação.. boa sorte =)

      Excluir
  4. Olá , meu nome é pedro tenho 15 anos , e faço hemodialise a 3 meses , fiz um primeiro cateter na femoral , troquei a duas semanas para um no pescoço , fiz uma fistula (que não funcionou).

    eu marquei para colocar um cateter tenckoff mas gostaria de saber se realmente é bom fazer a dialise peritonial , os médicos falaram que seria melhor para mim , mas oque você acha ? queria saber os prós e contras desse meio de tratamento , muito obrigado !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de qualquer coisa me desculpe pelo atraso na resposta.
      Bom, tem muita coisa para se falar sobre prós e contras de dialise peritonial x hemodiálise, todos os médicos tem o costume de falar que a peritonial é melhor pois é uma diálise menos agressiva, e por você ser ainda novo pode sim ser melhor, vai poupar o seu organismo com uma dialise muito menos impactante do que a hemodialise... no geral eu acredito que os médicos costumam também recomendar a peritonial por causa do costume de ver os pacientes sempre carregados de água para tirar nas hemodiálises o que realmente causa um grande prejuízo pro seu coração... Mas eu sou prova viva de que hemodiálise e litros de água para tirar em cada seção não são sinônimos e que você pode se dedicando em uma dieta rígida viver muito bem mesmo, com pouco tempo preso à máquina e/ou uma baixa velocidade de fluxo sanguíneo, eu me lembro bem que se discutia no meu tempo de hemo das hemodiálises em países como França, que alguns pacientes ficavam todos dias, até 6 horas em sessão (com muito conforto claro) e que a máquina girava em um fluxo bem baixo, algo como 100ml/min... assim era uma condição quase perfeita para manter o corpo em ordem sem tanto prejuízo para o seu organismo.
      Ok, deixando essa conversa que pouco nos interessa de lado, o resumo é simples: Hemodiálise = + impacto e + tempo livre/ Peritonial = -impacto - tempo livre. Claro, isso vai depender de onde você está, que máquinas que tem acesso, como você se cuida para com o cateter tenckhoff que vai ter de estar sempre atento para não deixar infeccionar ou molhar etc... lembro que para mim, a grande vantagem da hemodiálise era justamente a liberdade que a fístula me oferecia, inclusive ainda me lembro do meu primeiro banho sem o cateter, foi incrível, o melhor banho de toda minha vida. Mas se você realmente não pode fazer uma cirurgia para ter uma fístula seja onde for eu não teria dúvidas, cateter por cateter a mais segura e melhor para você, ainda por cima tão novo é a peritonial. Agora, a sua idade joga contra você apenas por conta da expectativa que se tem de você ser mais irresponsável para consigo mesmo, logo, você é quem vai ter que dar os sinais de maturidade para si mesmo mais que para outros, e eu sinto que a melhor maneira de você fazer isso é saber se cuidar, alguns vão dizer que a maturidade está em saber encarar com calma a insuficiência renal, isso também, mas se você souber se cuidar direito vai ser a maior prova de que você é capaz de tirar proveito desse tremendo impacto na sua vida, que é a insuficiência renal, para amadurecer antes do tempo com relação a todas as pessoas da sua idade e inclusive mais velhas, afinal eu cansei de ver muita gente negligente que eram todos muito mais velhos que eu e você (normalmente é o caso de alguns pacientes diabéticos que não se preocupam com alimentação por exemplo).
      Se o cateter é inevitável a diálise peritonial é a mais adequada, ainda se tiver a opção de ter uma fístula funcional a peritonial ainda tem algumas vantagens como não ter de se deslocar para uma clínica a cada 2 dias e poder fazê-la durante a noite de sono. Então se os médicos acreditam que para você o melhor seja a peritonial, vá nela sem medo, tenho quase certeza de que você vai viver uma vida quase normal e com qualidade, só quero deixar minha opinião de que uma pessoa em hemodiálise que saiba se cuidar e que não ganhe mais de 1 kilo entre seções vive muito melhor que um paciente em diálise peritonial que não se cuida com alimentação e medicamentos. (e muito mais tempo)
      Espero ter ajudado e dizer que acho que o mais importante é que você se cuide pra valer o tempo necessário para achar um rim transplantável (deduzo que para os médicos indicarem peritonial para você deve ser por falta de compatibilidade familiar e difícil tipo sanguíneo, caso de sangue O- ). No mais ia ficar muito feliz tendo uma resposta sua no blog... abraços e boa sorte Pedro.

      Excluir
    2. Tenho uma opinião contrária a sua em certos aspectos. A diálise peritoneal de certa forma me trouxe maior liberdade. Tá certo, existe um maior tempo na máquina, mas faço durante a noite e dormindo, logo nem percebo essas 10 hrs, na qual 8 delas estou dormindo!
      Sei que cada caso é um caso, mas a hemodialise me fazia muito mal, apesar do pouco peso que pegava entre uma sessão e outra (no máximo1,2kg). Saia da clínica passando mal e após isso não conseguia realizar normalmente minhas atividades diárias, como ir para faculdade. Meu rendimento estava caindo.
      Então resolvi dar uma chance a diálise peritoneal!
      Hoje, não me arrependo de ter feito essa escolha e acho que deveria tê-la feito no inicio e não passado por todo mal estar que a hemodialise me proporcionava.
      Sim, haverá limitações, mas há outras liberdades, que a hemodialise não proporciona. Eu consigo viajar hoje em dia, sem muitas burocracias, apenas carregando a minha máquina por onde vou. Consigo ter uma vida diária normal. A dieta é mais livre (mas ainda tem que ser controlada). Das limitações, consigo citar apenas uma: e tenho um compromisso cedo no dia seguinte de manhã, não posso sair a noite para fazer as 10 hrs de diálise, mas isso é algo que eu posso viver, os finais de semana estão ai pra extravasar (claro, respeitando seus limites)!

      Excluir
    3. Que demais Caroline :)... o mais importante é mesmo se sentir livre e bem... se você sente que a peritonial é o melhor caminho... continue :)... aliás... eu nunca fiz diálise peritonial então não posso falar muito a respeito. Quer fazer um post sobre ela? Me manda uma mensagem no facebook (diogo.e.delima) que vai ser importante ter alguém descrevendo de A a Z como funciona a peritonial. Faz falta a muita gente essa informação :)

      Excluir
  5. E pelo amor de deus... me perdoem pelos erros de português... estou passando vergonha aqui.

    ResponderExcluir
  6. O que pode se fazer quando a fístula esta funcionando mas não ta pulsando? Desde já obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom... em primeiro lugar trabalhe sua fístula, os exercícios com as bolas de borracha ou similares vale a pena. Porém uma fístula funcional sem pulso? Vou admitir que é a primeira vez que ouço falar nisto. Eu me lembro inclusive do vício que era no meu tempo de hemodiálise quando eu costumava checar aquela fibrilação constante da minha fístula. Agora, a fístual de fato não "pulsa" ela "fibrila" pois é como uma veia com fluxo duplo de pulsação... algo como, o seu coração bombeia e puxa o sangue.. assim você tem o seu sangue que é distribuído pelas suas artérias em um tempo e as suas veias que "voltam" o sangue ao coração e pulmão em outro tempo... ao se fazer a fístula você une os dois tempos em uma só veia no seu braço, e ela ganha aquela vibração frequente que não se assemelha a um pulso e sim a uma corrente frequente, um "treme-treme".
      Não sei dizer exatamente o que você sente e o que aconteceu com você para fazer essa pergunta... estou aqui pensando qual pode ser o seu caso e vou tentar me informar mais, mas uma coisa é certeza, se você tiver uma fístula e estiver suspeitando que ela não esteja muito ativa trabalhe ela, se ela é utilizável em hemodiálise é só tomar os cuidados básicos: Exercícios com o braço, gelo na região perfurada ao chegar em casa da sessão, compressa quente entre as sessões. Porém posso te garantir que, se a fístula está funcionando e sendo utilizada em hemodiálise é por conta de ter algum sinal para ser identificada ao toque pelo enfermeiro/a que vai fazer a punção, ou ninguém da equipe de enfermagem teria uma referência para encontrar um ponto e sentido de punção da fístula, e com certeza tomariam uma providência para ver o que acontece com a sua fístula que não tem sinal de fluxo algum dentro dela. Ao menos deveriam.

      Excluir
    2. Apenas me corrigindo... se não me engano a expressão correta é frêmito e não fibrila... mas não me recordo bem de qual é a expressão correta para aquele fluxo contínuo e acelerado que se sente ao tocar a fístula.

      Excluir
  7. Boa noite,estou querendo saber o que fazer quando as veias secarem e sumirem,é o caso da minha vó fico muito fina,é urgente desde de já obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que fazer vai depender do que é necessário ser feito... sobre as veias secarem e sumirem isso é comum quando a pessoa está muito debilitada ou tem algum problema de saúde.. as veias ficam mais frágeis e finas... difíceis de fazer uma punção e acertar o ponto para perfurar e encontrar o centro da veia para retirar sangue ou seja qual for a necessidade para se explorar as veias.
      Posso lhe dizer que mesmo no meu caso, na época com 25 anos, quando saí do transplante costumava perder veias com muita frequência, porém nesse caso eram sempre acessos que permaneciam em meu braço para não ter de perfurar com frequência já que precisava sofrer infusão de medicamentos intra-venosos. Sem muitos detalhes da situação da sua avó e de qual a necessidade dela eu fico meio perdido para poder ajudar com algum comentário direto ou alguma experiência própria. Porém sobre veias secarem não creio que isso ocorra de fato, acredito apenas que o fluxo nelas seja muito baixo para manter um acesso, se é que ela está com acessos, que são os cateteres temporários para veias que se usa no braço ou mão... são comuns... em caso extremo se usa um cateter permanente ou a velha e boa fístula.
      Mas não tenho certeza se pude lhe ajudar com o caso da sua avó, as minhas próprias veias se afinaram muito desde o transplante.. situação de saúde mesmo... e me perdoe pelo atraso na resposta, como sempre eu entro e saio cerca de uma vez por semana no blog e por vezes eu me atraso em responder a perguntas. Espero ter sido de alguma ajuda e qualquer detalhe adicional pode incluir novamente no blog que pode ajudar muito a todas as outras pessoas que possam vir a procurar ajuda aqui. Talvez, se não eu, outro vendo o seu caso, com mais detalhes, possa ajudar com alguma sugestão... mas fique tranquilo, não faltam acessos para se tirar sangue ou realizar uma infusão intravenosa de medicamento. Por pior que isso possa soar.

      Excluir
  8. Faço uso de cateter na jugular a umas três semanas e a uma semana fiz a cirurgia de fistula no pulso direito....gostaria de saber qual tempo cirurgia para que eu possa utilizar a fistula com segurança? Estou me recuperando ainda da cirurgia e estou com dificuldade para movimentar o braço devido a dores gostaria de saber se a hemo sendo feita pelo braço traz alguma limitação, ou se a dificuldade é só nessa fase mesmo. Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fique tranquila, limitações como essa rigidez e as dores que a impedem de movimentar o braço não ocorrerão na hemodiálise. Muito dessas suas limitações são resultado do quanto a cirurgia "trabalha" dentro do seu braço, lhe machucando mesmo, em mais uma semana eu acho que deve passar.
      Se me recordo bem o tempo ideal é deixar a sua fístula "maturar" por 40 dias, depois desse período ela deve estar pronta para ser feita a punção. Mas dependendo da situação ou alguma emergência pode ser feito a punção a partir até de 20 dias, mas isso é algo bem fora do ideal, como foi no meu caso que tive de realizar a punção em 26 dias após a cirurgia.
      Para ter certeza de ter sempre uma boa fístula, funcional e que aguente qualquer parada siga basicamente dois cuidados: Nunca corte a circulação do seu braço, como dormindo em cima dele ou fazendo uma força muito grande levantando peso e mantendo ele suspenso. E sempre pratique os exercícios de antebraço com o seu braço da fístula. Se bem me lembro agora você tem uma grande dificuldade em fechar a mão e de ter força no seu braço, então sem forçar demais tente sempre abrir e fechar a mão até onde você pode... para começar a trabalhar ambos o braço e a fístula, depois quando começar a fechar a mão sem problemas comece a fazer exercícios com bolinhas macias, como brinquedos de neném (inclusive dei uma das minhas de presente para uma das enfermeiras grávidas depois que eu não usava mais hehe) assim você começa a ganhar mais flexibilidade e vai se acostumando com o exercício... por fim quando já sentir que superou a bolinha macia pegue uma daquelas bolinhas ou materiais de borracha que costumam dar de graça nas clínicas e aperte pra valer, gaste a bolinha toda. sempre brinque um pouco todo dia apertando e soltando. Vai ser assim que você deixa a sua fístula madura suficiente para ser puncionada e também para ter ela sempre em forma para fazer a punção sem problemas.
      No mais não se preocupe com dor de punção nem nada assim, me lembro muito bem que por conta do meu sofrimento muito extremo no começo da hemodiálise por conta dos erros de cálculo de peso seco muitos pacientes e alguns enfermeiros ficavam a achar àquele tempo que eu seria mais, digamos, "sensível" e que iria conhecer a "dor de verdade" quando fosse fazer a primeira punção, a maioria bota aquela pilha em você dizendo que vai sofrer, que vai doer, criam expectativa pra ver como você vai reagir. Você vai ta la sentada nervosa na cadeira, esperando o seu braço explodir, sentir uma dor excruciante e horrível. Te digo o seguinte, é muito mais tranquilo do que você imagina, sei que costumam dizer que as mulheres sofrem um pouco mais, eu acredito ser por conta do fator proporcional de terem um braço menor e mais fino que da maioria dos homens, mas ainda assim, acredite no que eu te digo, você vai perceber o quão bom é usar uma fístula assim que você sair da sua primeira sessão sem um cateter, for para casa, comer, e depois tomar um banho, sozinha, sem se preocupar com nada... vai ser um prazer que vai te fazer entender a primeira grande vantagem da fístula. Eu ainda me lembro do meu primeiro banho sem cateter, incrível.

      Excluir
    2. No mais, boa sorte e vai parecer algo cruel de se dizer mas, tente na melhor maneira possível ver a hemodiálise como uma experiência e não como uma desvantagem. Muitas coisas vão mudar em você, seus hormônios e tudo mais, com o tempo você verá o que vai acontecendo, aprenda a se conhecer e estude sempre, os médicos dizem incentivar mas não gostam que você questione eles, as nutricionistas dizem apra se cuidar mas não sabem perceber os próprios erros, os enfermeiros dizem que sabem o que fazem mas muitas vezes estão apenas fazendo o que sabem fazer sem saber porquê... Sinta prazer em estudar os seus exames, a sua fístula, e tudo isso, vai mudar a sua vida, te manter segura durante todo o tempo que você fizer hemodiálise (seja 1 mês,1 ano ou 10).
      Lhe respondi de memória sem consultar sequer meu blog, então qualquer erro me perdoe e vou buscar encontrar a resposta mais correta possível no menor tempo possível. Qualquer outra pergunta pode entrar em contato e se tiver dicas ou algum comentário a fazer, por favor, poste sem medo, qualquer comentário que você ou qualquer outro paciente poste aqui, vai estar sempre aberto a qualquer outra pessoa, nova em hemodiálise, possa consultar no futuro. Abraço e boa sorte.

      Excluir
  9. Adorei sua atenção , realmente a dialise tem sido mais tranquila... e hoje consegui fechar a mão.Acho que fico me restringindo mais por medo mesmo, lembro quando coloquei o cateter fui mexer o pescoço só no dia seguinte, ficava dura com medo .Já com o braço acredito que pra uma semana ele já está bem melhor, daqui a dois dias tiro os pontos e fico mais tranquila, Adorei o blog , na clinica pergunto tudo e realmente encontro pessoas que estão no automático e não sabem esclarecer nada e tem outras que explicam tudo tim tim por tim tim... Mas seu blog esclareceu bastante. Valeu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado a você Fabi... tudo que eu queria quando começei o blog em 2008 era mastigar a informação que eu tinha dificuldade de encontrar na clínica e mesmo itnernet pra quem está na hemodiálise... saber que eu pude fazer o mínimo de bem a você, só com o meu esforço no blog, é algo que me faz sentir que pude ajudar alguém. Gosto de pensar que depois de entrar na hemodiálise eu comecei a fazer parte de um grupo exclusivo mais do que se sentir perdido no meio de um bando de desconhecidos. No geral, não se preocupe... daqui a mais um mês você vai sentir a sua mão super livre e sei bem que um bom banho sem o cateter realmente faz a fístula valer a pena, gostaria de saber se você também sentiu esse prazer do banho como eu tive quando removi meu cateter. (e sei que a gente fica com medo de levantar o braço acima da cabeça para lavar o cabelo hehe, se você também tiver é normal, talvez até uma importante precaução)
      Você é a minha estrela do mar =) Sempre que precisar pode escrever, sempre que quiser pode contribuir.
      http://www.novaera.org/contos/o_jovem_e_as_estrelas.htm

      Excluir
  10. Os rins do meu pai pararam de funcionar ontem. Ele foi internado e hj está fazendo a primeira sessão de hemodiálise. Quase desmaiei quando fui vê-lo,pois está com cateteres dos dois lados do pescoço e também nos braços. Ele está com 71 anos de idade...Essa primeira sessão durou apenas 2 horas, amanhã farão outra para avaliara a reação dos rins. Esse procedimentos não é muito invasivo para uma pessoa de idade. Estou apavorada... Não quero perder meu pai....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cintia... é difícil para que eu faça qualquer comentário =(... não vou ter como entender a sua dor, e o seu medo, mas eu vou te dizer aquilo que puder como um insuficiente renal e ex-hemodialítico.
      Tente ficar calma, não sei o porquê de os rins de seu pai terem parado, tem muitas coisas que podem ter ocasionado isso, mas pode ter certeza que é tratável, outra coisa no que diz respeito ao tratamento de hemodiálise, um que ficou muito famoso foi o do caso do filho do Leonardo, e falaram da sessão de 8 horas de hemodiálise. Bom, acontece que o que eles podem tentar fazer é uma sessão de hemodiálise que tenha um fluxo bem baixo, lento, que retire a água acumulada pela inatividade dos rins aos poucos em um tempo bem longo. O que acontece que nós "comuns" não podemos todos fazer uma sessão assim é simplesmente a falta de tempo dos hospitais e clínicas em ter um paciente lá sob cuidado em hemodiálise por 8 horas.
      As sessões no seu pai podem estar sendo feitas de algumas maneiras diferentes... apenas dialisando sem retirar água, ou sendo feita para remover oe xcesso de líquido.. eu não sei dizer, precisaria saber mais o que o seu pai tem... mas te digo que a hemodiálise é às vezes violenta, porém se for feita corretamente, em uma semana com os devidos cuidados a pessoa já pode se sentir melhor e se adaptar ao processo de estar em hemodiálise, sem todo esse sofrimento que voce tem medo que o seu pai possa passar.
      Não sei como está o seu pai e as condições dele tomar nota de tudo que ocorre com ele, se ele está em UTI ou outro lugar. Mas o mais importante é voce saber bem o que vai ser feito em cada uma dessas sessões... estou 7 dias atrasado na sua mensagem e deduzo que agora voce já deve ter passado por várias etapas complicadas nesse processo... mas o mais importante é voce tomar conhecimento exato do que tem que ser feito, do que vai ser feito, e ter certeza deque o técnico não vá fazer nada errado... não se preocupe em encher o saco deles, em ficar em cima..em fazer sempre as mesmas perguntas... perguntar quanta água está sendo tirada, quanta tem que ser tirada... tudo isso... se voce deixar passar uma sessão errada. um peso que é tirado demais, o seu pai tomar muito líquido ou quem sabe uma dose de soro demais... é tudo uma questão de detalhes nos primeiros dias para não deixar que nada saia do lugar... eu sei que você deve estar se doando inteira para a situação do seu pai, e eu lamento muito, imagino que possa ser tanto ou até mais doído psicologicamente para quem é o familiar e não o paciente. Mas não se preocupe, eu sei que se forem só os rins..o seu pai pode sim muito bem sair dessa, já conheci muito paciente em condições terríveis e outros bem mais velhos que o seu pai lá na clínica de hemodiálise.
      Por favor, se ler a minha resposta, me perdoe pelo atraso, me sinto culpado pela negligência que passei em estar fora do blog tanto tempo, mas por favor, se tiver qualquer informações a acrescentar sobre o seu pai eu agradeço... e eu estou torcendo por você, eu sinto pelas suas palavras que você está passando por um momento que precisa de carinho. Considere-se abraçada, e fique confiante, a hemodiálise só vai fazer bem a ele.
      Os cateteres podem ter sido perdidos por má introdução, manuseio ou pela fragilidade das veias que se afinam com a saúde debilitada.

      Excluir
    2. E antes que eu me esqueça.. vale lembrar... o seu pai pode estar com uma insuficiência renal aguda... os médicos podem estar tentando fazer sessões mais repetidas para "reativar" a função renal no seu pai... em alguns casos é possível em até dentro de o período de um ano.

      Excluir
  11. Vera Lucia 15 de outubro

    Meu pai fez a cirurgia de fístula, só que depois de seis dias começou a doer e sangrar, o braço dele está meio duro sem contar que não consigo sentir a pulsação que diz que está funcionando.
    Por favor voçê pode me orientar?
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dor pode ser normal dependendo do tipo de esforço que ele tentar fazer com o braço e as mãos. É normal não conseguir fechar a mão ou até fechar totalmente o braço, que é algo que não deve sequer tentar ser feito para não correr o risco de cortar a circulação na fístula que está "maturando".
      Mas o sangramento é difícil para eu entender exatamente onde é, com 1 semana de cirurgia ele não pode fazer uso da fístula simplesmente por ela não ter espessura suficiente para ser puncionada, espero que ninguém na clínica tenha cometido esse erro. Mas se o sangramento for na área de corte da cirurgia pode ser que o seu pai tenha forçado a pele e a cicatriz e aberto os pontos, difícil dizer.
      Sobre o frêmito, que é algo mais que um pulso, parece mais como uma... a melhor forma de dizer algo a respeito é que parece ter uma maquininha dentro do braço que treme sem parar. Bem, ela vai se desenvolvendo junto da evolução e maturação da fístula, então em 2 semanas ela já vai ficando mais "palpável".
      Se você falar com um médico é bem provável que ele diga que a dor e a não sensação do frêmito é normal nos primeiros dias após a cirurgia. Mas o sangramento é... estranho, não sei nem dizer o porquê disto acontecer. As possibilidades são muitas e pode ser todo tipo diferente de coisa.
      No geral tem mesmo que deixar a fístula se desenvolver durante ao menos 2 semanas, cuidando bem dela, sem levantar o braço acima da cabeça, dormir em cima dele, dobrar o braço contra o antebraço e mesmo evitar de forçar o fechamento da mão além daquilo que o seu pai for capaz. Mas uma bolinha bem macia de algodão para começar a exercitar o fechamento da mão é importante. Tudo isso é o normal.
      Mas têm de falar com o médico da clínica onde o seu pai faz hemodiálise a respeito do sangramento, isso sim é algo que têm de se prestar atenção do porquê está acontecendo. Vale lembrar que qualquer ferida pode sangrar mais facilmente se o seu pai for diabético e também por conta dos anticoagulantes que se usa na hemodiálise.
      Vou falar com outro médico semana que vem sobre esse seu caso, de uma fístula recém operada que sangra. Talvez ele tenha alguma ideia do que seja.
      No pior dos casos ele pode ter comprimido a região da fístula e cortado a circulação de forma a fechar a passagem de sangue da fístula, que pode ter inchado e talvez até sangrado se tivesse algum, corte ou punção. Talvez até um coágulo pode ter se formado na passagem por alguma razão, cirúrgica ou não... vou me informar.
      Mas estou torcendo para que seja apenas uma impressão de alguém que está com uma fístula recém feita no braço. Se você tiver mais informações do que acontece e/ou aconteceu com o seu pai seria importante se pudesse compartilhar aqui no blog, vai manter todos nós informados.
      Um abraço e não se preocupe, seja qual for o ocorrido eu aposto que é algo "simples" de ser tratado.
      Ah.. antes que esqueça, lembre de fazer uma compressa de pano quente no braço ao menos uma vez ao dia, nada que queime a pele por favor, mas pode ajudar a aumentar a circulação na região, se não afetar o sangramento pode ajudar a desenvolver a fístula com mais tranquilidade.

      Excluir
    2. Oi Vera, então, como prometido, falei com um médico sobre esse problema do seu pai. Ele abriu um mesmo leque de possibilidades principalmente sobre qual o motivo do sangramento no braço recém operado com fístula do seu pai.
      Um inchaço na região pode acarretar nesse rompimento nos pontos, ou por conta da cirurgia algum pequeno vaso pode ter se rompido acarretando esse sangramento.
      Sentir o frêmito (ou o pulso que você diz sentir falta) pode ser conferido com qualquer médico que se disponha a escutar a fístula com o estetoscópio para te dar segurança.
      Infelizmente não sei qual a condição do seu pai, mas seria legal se você pudesse manter o blog informado com o caso do seu pai. Assim como eu espero que alguém apareça para poder comentar o seu caso talvez no futuro alguém possa passar pela mesma situação e você já ter uma resposta para eles. (O Blog atualmente tem média de 50 visitas por dia e algumas de Angola e Moçambique, aos quais estou tentando preparar mais um post para ajudar melhor essa turma que visita o blog de tão longe).

      Excluir
  12. Oi estou de volta... voce é um doce adorei a atenção. A fístula não deu certo , fiz tudo certinho , mais a veia fico flebitada e o pessoal da clinica optou por outro cateter .... agora to com um permcatch , pelo menos da pra tomar banho tranquila .. Lavei o cabelo sem medo rs. Não tem nem previsao de arrumar o braço. Mas enquanto isso vamos levando rs. Acho que o transplante vai sair antes da fístula , minha mãe já esta fazendo o exames e tudo ta sem encaminhando rs. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom =). E não fique nervosa quanto ao transplante, é mais fácil do que parece.
      Uma pena que a fístula não deu certo. Lamento mesmo, pessoalmente sou um fan hehe. Mas eu sei qual o prazer de poder tomar um banho sem problemas nem preocupações depois de se livrar de cateteres e uma fístula já madura, ou como no seu caso, um cateter permanente. Só cuida com imersão heim, nada de mergulhar em coisa alguma com esse cateter.
      Tenho certeza de que o transplante vai sair, você é nova como eu fui e se mantiver a cabeça no lugar e encarar tudo com calma, o pós-transplante vai ser uma delícia. Sem falso heroísmo ou aquela falsa impressão de que o transplante é algo super sofrido. Se as coisas correrem bem você vai ver como é legal a fome que vem depois dos primeiros dias de transplante hehe. É bem divertido. Eu me lembro de tomar água de coco todos os dias, de galão, dei um prejuízo mas não sei dizer, para mim, depois do transplante as duas coisas mais gostosas eram água de coco e feijão com farinha de mandioca.
      Vai ser uma grande história para você assim como foi apra mim, todos os que passaram, e os que vão passar por um transplante no futuro. Cabe a nós enxergar e memorizar esses momentos e aprender com eles, a hemodiálise inclusive (e por isso não paro com o blog, eu parei com a hemodiálise, mas ainda vivo a insuficiência renal como transplantado e o blog me ajuda a lembrar e ajudar aos outros com o que quer que eu possa com o que aprendi estudando durante o tempo todo que estive na hemodiálise até agora).

      Excluir
  13. OI MEU NIME É CARLA MANUELA, TENHO UM IRMÃ DE 16 ANOS QUE ESTAR FAZENDO HEMODIALISE E TIROU O CATETER DA PERNA E COLOCOU NO PESCOÇO E AGORA VAI COLOCA NO BRAÇO. ESTOU PREOCUPADA SERRAQUE VAI NASCER CAROSO NO BRAÇO DELA? OBRIGADO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiro responder diretamente, eu fiz um ano e meio de hemodiálise e terminei meu tempo na hemodiálise sem nenhum "caroço" no braço. Cuidei bem da minha fístula, todo dia depois da hemodiálise, ao chegar em casa uma rápida compressa com gelo, sobre o curativo mesmo, nada muito brutal, depois no dia seguinte uma compressa quente bem rápida também, só um pano com água quente, e nunca tive esse problema, normalmente os caroços surgem com o tempo de uso, se a punção (furo) da agulha for feito sempre no mesmo lugar ou ordem e se a pessoa usar o braço de forma indiscriminada. Então a princípio fique tranquila, não é nada tão rápido, toma tempo e muito descuido para criar alguns daqueles "caroços" maiores e mais doídos que alguns têm.
      Segundo que vale lembrar, antes das compressas siga todo o caminho correto e tranquilo de cuidados com todo tempo necessário para deixar a fístula crescer e ficar "madura" antes da primeira punção.
      Terceiro, como é sua irmã eu não sei bem o que está acontecendo com ela, mas para ela ter feito primeiro um cateter na perna, eu não consigo imaginar o tipo de situação em que primeiro se usa um cateter na perna, depois no pescoço, e claro, eu deduzo que o que você quis dizer é que agora ela vai tirar o cateter do pescoço e operar uma fístula. E se eu deduzi certo, imagino também que vocês já devem ter visto o braço de outros pacientes da clínica com aqueles caroços que crescem onde está a fístula. Mas fique tranquila, sendo consciente e bem dedicada, ela passa por essa fácil, mas vai depender do tempo dela claro, e também têm que lembrar ela que ainda é nova que a fístula parece ruim, mas que no final das contas é uma das melhores soluções que se pode ter para fazer hemodiálise, a dor da punção passa, e eu continuo sempre com o mesmo argumento, o prazer de quando você consegue fazer uma boa sessão, voltar pra casa, tomar um bom banho, sem se preocupar com cateter nenhum, e sair na rua sem se preocupar com nada de errado no seu corpo, é muito muito bom.
      Não se deixe assustar pelos outros pacientes ok Carla, e diga pra sua irmã fazer o mesmo, a hemodiálise assusta, e o começo assusta ainda mais, como assusta o primeiro dia em uma escola nova, depois você se acostuma, o importante é você garantir que ela pense primeiro nela, depois se comparar com os outros.
      Obrigado por escrever pro Blog, muito bacana ver que você está atenta pela sua irmã, isso é algo que eu valorizo e muito. E seria legal se você ou ela mesmo responderem no blog o porquê dela ter colocado um cateter na perna primeiro, nunca ouvi isso antes, vou conversar com um médico a respeito, mas se vocês pudessem já ir ajudando a encher o blog com informação e respostas ia ser melhor ainda.
      Beijos, e boa sorte, sempre que precisar estarei atento a toda história que você ou qualquer outro tiverem para postar e/ou perguntar ok =)

      Excluir
  14. Oi,minha irma ja fez dialise peritoneal,após fistula no braço direito por que o esquerdo não deu;e agora é transplantada,mas o transplante não esta indo bem e estamos com medo por que a fistula não funciona e o outro braço não deu,será que existem outas opções?Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim... primeiramente se ela fez uso de fístula nos dois braços na região dos pulsos... ainda existe a possibilidade de fazer a cirurgia de fístula na região do ante-braço. Tanto direito como esquerdo.
      Depois existe sempre a chance de seguir com outras fístulas em regiões menos comuns como nas pernas mas... creio que não será uma primeira opção mesmo se já se use mesmo as duas opções de cirurgia nos ante-braços. Você poderia também incluir um cateter permanente tal qual o temporário para fazer a hemodiálise mas com mais segurança. E não sei qual o caso exato mas, talvez em alguma possibilidade mais difícil uma segunda tentativa de diálise peritonial.
      Mas não se preocupe, Tem opções sim, e os antebraços são mais tranquilos do que parece, não se assustem. Tal qual o transplante que também se podem fazer até com relativa tranquilidade 2 ou 3 transplantes.
      Sua irmã vai ficar bem e saudável Márcia =). Não se preocupe =).


      Se pudesse adoraria ter a história de vocês aqui no blog, qualquer experiência compartilhada é sempre válida, assim como qualquer informação adicional para ajudar outros, como reações a medicamentos, creatinina, etc... Pode me passar um email se quiser (tubsidio@gmail.com) um grande beijo e tranquilidade para você e saúde para sua irmã =)

      Excluir
  15. no momento estou com uma prótese ,no braço,mas venho inchando do tórax pra cima.E tenho muita falta de ar ,acordo a noite sufocado ,por favor mim ajudem>Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo... a resposta mais provável que eu acredito que esteja relacionada ao seu caso é o fato de você estar ingerindo mais água que o seu corpo pode eliminar.
      Se a sua produção de urina é igual a zero o máximo de água que você pode ingerir é algo ao redor de 600ml diários.
      A falta de ar durante a noite é bastante comum nesses casos em que o corpo incha, o corpo não consegue eliminar o excesso de água pela urina e ela acaba "voltando" para os seus pulmões durante o tempo em que você estiver deitado.
      A solução que a maioria das pessoas procura quando passa por esse problema de se sentir "afogado" durante o sono e não conseguir respirar, a falta de ar, é dormir sentado, para a água se alocar de forma menos prejudicial à sua respiração.
      Veja com calma o quanto de peso está tirando em cada sessão, algo a mais de 4 quilos é sempre um péssimo número em casos de perda total dos rins.
      Uma outra possibilidade comum em casos de pacientes como nós é o desenvolvimento de síndrome do pânico. Nesse caso a primeira recomendação que eu posso te dar, caso voce ache que não pode ser a água, é parar, sentar na cama, e respirar fundo, fazendo uso do diafragma (sua barriga).. puxe o ar de forma que você sente a sua barriga subir, e expire o ar sentindo sua barriga diminuir... isso vai te ajudar a se concentrar na sua respiração e encontrar um ponto de tranquilidade suficiente para acalentar seu ataque de pânico.
      Espero que possa ter te ajudado de alguma forma meu amigo. E se você acabar passando por algum caso fora desses modelos ou qualquer resposta que puder dar eu agradeço. É o que vai fazer do nosso blog algo cada vez mais útil para aqueles que procuram ajuda durante esse tempo de hemodiálise.

      Excluir
  16. Ois...
    Meu transplante sera dia 23 de janeiro, minha mae vai ser a doadora passei pra deixa as novas .......
    Deixa te pergunta durante o tratamento se tinha problemas com humor ... meu eu to mto impaciente com todos....ta dificil bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom te ver de volta aqui Fabi =).
      Para te responder diretamente sem perder muito tempo, faz algum tempo que não estudo exatamente o caso mas quando estamos em hemodiálise sem as funções renais normais, se bem me lembro os rins fazem parte do trabalho de filtrar e regular os níveis de stress no corpo, talvez adrenalina também, um controle e se não me engano também eliminação de hormônios que a fazem sentir essa raiva e não conseguir "deixar pra lá". E eu sei a angústia que você fica, muita gente vem para dar opinião, fazer festa por você, aquela conversa da vida nova, e a gente se irrita mesmo às vezes filtrando ou não o stress hehehe. A sensação de que um monte de gente que pouco tem a dizer e sabe tão pouco de como tudo funciona querendo falar de como vai ser sua vida antes e depois, irritaria qualquer um hehehe. É bastante normal, quando eu fiz o transplante eu pouco comentei com as pessoas da minha família e a maioria só ficou sabendo um dia antes. Então eu segui meu rumo à minha maneira. A gente fica mesmo sem saco para explicar tudo quando alguém vem perto perguntar coisas que nos deixam exaustos só de pensar. Principalmente quando falam do transplante como se fosse uma troca de peça de motor, a maioria das pessoas (muito por culpa do que é dito na tv) acham que transplante é uma cirurgia de troca de órgãos, você faz ela e sai andando e acabou, nunca mais tem problema, e nem vou precisar te dizer que eu sei e você com certeza já sabe que não funciona assim.
      Heh, eu falo demais e me enrolo, mas sim, eu tinha problemas para falar com pessoas, o seu rim pode não estar ajudando a filtrar stress e adrenalina para fora da corrente sanguínea, e no geral é bem provável que você tenha razões para não ter paciência para falar com todo mundo com a data do transplante chegando.
      Antes de tudo sei que você deve ta passando por aquela experiência, talvez pela primeira vez, do natal e ano novo na hemodiálise. Sei que eles mudam os horários para reduzir o tempo das sessões mas ainda assim muita gente não vai e foge das sessões. Você aposto que não faz isso, mas ainda assim tem de ser dito, é nessa época do ano que eu bem me lembro o quão diferente eu era da maioria, e eu acho que agora caso você esteja pensando no seu tempo de sessão no dia de natal ou na virada do ano é que esse transplante vai te fazer super bem =).
      Últimos dias, cruzar uma linha pra recuperar o direito que todos têm de uma vida sem stress diário de pensar que a menor pisada na bola pode te fazer sofrer por causa de água ou comida. E isso me deixa muito feliz de ver você voltando aqui e contando que está pronta =). De verdade =). Fique tranquila, vai ser uma delícia logo que você sair do transplante, é provável que você saia do transplante com uns 10 kilos a mais, tudo só de soro =). E talvez nem sinta fome, pq a quantidade de soro é cavalar hehe. Mas em 1 semana depois de tirar a sonda voce vai ir no banheiro, sentar na privada, e eu faço questão de falar tudo assim mesmo, porque você vai dar risada do prazer de fazer xixi hehehehe, é fenomenal e difícil de explicar quão bom é ter a bexiga cheia e ir no banheira e, uff, vou deixar você descobrir sozinha hehe. Só você vai encontrar prazeres naquilo que os outros não entendem direito (e até hoje com ou sem rim me irrito quando todo mundo responde o famoso "entendo").

      Excluir
    2. Agora, para filosofar mais um pouco, de minha parte, creio que quando passamos por essas experiências intensas durante uma fase de nossa vida em torno dos 15 aos 30 anos nos obriga a amadurecer a um ritmo diferente de todos os nossos outros amigos, nos sentimos rebaixados e incapacitados, porém também sentimos que passamos a deter maior conhecimento sobre quais são nossos valores reais, e qual a verdadeira importância de cada uma daquelas coisas que passamos a ver como futilidade o assunto que um amigo nosso de mesma faixa etária acha que é crucial. Nos esgotamos em conter pensamento do quão sentimos os outros se comportarem como crianças assustadas com coisas que não nos afetam mais. (em um último exemplo pessoal, minha avó de 78 anos está apavorada que está tomando remédios para pressão e colesterol, e fica tentando provar que está pior que eu, me pergunta quantos remédios eu tomo para tentar dizer que toma mais, mas a verdade é que mesmo depois do transplante eu já vivi e vivo em uma condição de saúde que ela aos 78 anos ainda não faz idéia do que significa, e ver esse processo deles amadurecendo tão tarde e parecendo tão incapazes de lidar com as próprias doenças quando antes nos queriam guiar e dizer quais as melhores coisas a se fazer, ainda me irritam, odeio admitir mas é verdade, vivemos sempre em uma estafa mental que não nos abre mais espaço para muita tolerância com pormenores).
      Deixe eu resumir melhor este livro que eu te escrevi, desejo sorte minha amiga, entendo e sim é normal essa sua "raiva", por estafa mental, por problemas de controle de hormônios do stress, ou por ansiedade, vai ser assim até o transplante e até depois por conta do nosso diferente ritmo de amadurecimento sem ter a nossa cerca similares com quem dividir a experiência.
      E sobre a cirurgia, acredite, essa é a parte que você pode ficar mais tranquila, difícil fazer o que eu vou dizer, mas tente ir para cirurgia não pensando nela, mas em como vai ser depois.
      Eu tentei evitar falar sobre transplantes aqui para manter o foco do Blog, mas se você quiser conversar a respeito, e qualquer outro também que leia o post, pode entrar em contato no tubsidio@gmail.com. Ou no Skype diogo.tubs.
      Sei que para alguns às vezes não temos ninguém em quem nos basear para trocar idéias dos nossos problemas, então, aqui estou =).

      Excluir
    3. Oiee.....
      MEU VALEU A ATENÇÃO......MAIS COMO AS COISAS NAO PODEM SER FACEIS ....TO NUMA GRIPE RS....Q VAI E VOLTA .......RS CONVERSEI COM A PSICOLOGA DA CLINICA ELA CREDITA QUE SEJA UMA ESTAFA MENTAL....FALOU Q EU TO PROCURANDO LEVAR TUDO MUITO BEM , ENQUANTO O CORPO TA EM OUTRO RITMO , QUE NÃO É PARA FICA PESSIMISTA ,MAIS QUE NÃO É O FIM DO MUNDO SE MOSTRAR TRISTE DE VEZ EM QUANDO , POR QUE DO CONTRARIO A PESSOA ACABA EXPLODINDO.....SE EU TE FALA Q EU ME EMOCIONEI COM O CLIP DA MAISA RS SE CREDITA......EU NÃO TENHO SKYPE MAIS SE VC TIVER FACE ME ADICIONA TA COMO FABIOLA FIDELIS .......BJOS

      Excluir
  17. Boa noite!
    Minha vó passou por uma cirurgia para colocar o cateter no pescoço, pois os médicos disseram que sua veia da fistula secou ou não tem os requisitos para fazer por ali. (ela já havia uns 5, 6 meses usando a fistula para a hemodialise).
    Após a cirurgia e colocar o cateter, está saindo um pouco de sangue no local, molhando a gaze e o travesseiro. Ela está em casa. Gostaria de saber se esse sangue é normal aparecer no pós operatório.
    Grato. Alexandre (meu nick está errado)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alexandre.
      Bom, vou lhe contar do meu caso, quando eu coloquei o meu cateter temporário.
      O meu cateter era na região subclavica, e durante muito tempo eu sofri sem saber exatamente o que ocorria, o caso é que o meu curativo vivia molhado, no começo eu achava que podia ser falta de cuidado no banho entre várias outras coisas, semanas depois de chegar sempre com curativo ensopado as enfermeiras começaram a se irritar comigo, e eu sofri para explicar que de forma alguma molhava o curativo, tive de ficar uma semana sem banho para provar. quando sentado eu notei que chegava a escorrer um líquido pelo peito sem qualquer motivo, por debaixo do curativo. A conclusão foi que a cirurgia havia passado pelo meio de um vaso linfático, e que o cateter deixava essa passagem de linfa aberta e constantemente vazando, vou lhe dizer que foi um sofrimento muito grande, tendo de trocar curativo todo dia, indo ao hospital etc.
      Porém, se o que você vê saindo do local da cirurgia do cateter no pescoço é realmente sangue, e não linfa (um líquido meio transparente amarelado), até onde eu saiba não é normal e pode ser necessário olhar com cuidado para isso, pode ser algum defeito no material de uso do cateter, um ponto mal fechado na pele ao redor do cateter, muita coisa. Porém eu não posso considerar isso como normal, aliás, o vazamento de linfa também não é, mas, na hemodiálise vemos o quanto ainda estamos "medievais" em certos processos cirúrgicos hoje em dia.
      Eu vou tentar conversar com médicos para ver se encontro alguma resposta diferente, mas eu acredito que deve ser algum ponto mal feito ou problema no próprio cateter que pode não estar fechando direito ou com problema na tampa. Difícil dizer sem ver.

      No mais seria legal se você depois de descobrir o que está acontecendo respondesse aqui no blog meu amigo, tenho certeza que essa é uma informação que mais de uma pessoa já deve ter procurado, depois de passar pelo problema, e não encontrado em lugar algum. Quem sabe voce podia ajudar com mais informações caso descubra o que ocorre com sua avó. Eu torço por vocês. Abraço meu amigo, e o Blog está sempre aberto, seja sempre bem-vindo. =)

      Excluir
  18. Boa Noite,

    Faço hemodialise tem duas semanas mais nesse tempo que não fiço a fistola tive que fazer pelo pescoço e fazer a fistola no braço, estou muito inchado chegou a dar edemas nas minhas pernas e um grande desconforto, esse inchaço com o tempo de dialise acaba ou continua so que menos agresivo?

    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafael.. bem vindo ao time. =)
      Me perdoe pela brincadeira, sei que citar hemodiálise como brincadeira pode ofender, mas é apenas para acalentar um pouco esse nosso sentimento de angústia quando começamos na hemodiálise. Eu entendo muito bem que você deve estar começando a passar por uma série de dilemas que vão tomar um grande pedaço do seu tempo daqui em diante, fazer hemodiálise não é para gente fraca, tem de ter bastante auto-controle e consciência de si próprio, não é fácil. Mas você não esta sozinho, fique tranquilo. Ok, vamos à sua resposta.
      Primeiro que fazer a hemodiálise pelo pescoço ou braço não faz diferença com relação a esse seu inchaço e edemas a menos que eles estejam surgindo justamente nos pontos do cateter ou fístula.
      Segundo, você agora no começo da hemodiálise está passando pela fase de adaptação para descobrir qual o seu peso seco, que aqui no blog mesmo eu já descrevi como a gente faz para encontrar ele, eu sei que vai ser difícil e sofrido até você acertar esse peso, mas é algo que você vai ter de passar para encontrar a melhor condição possível e ficar o mais saudável possível enquanto faz hemodiálise.
      Terceiro, sobre o inchaço o mais provável é sempre a sua relação com consumo de líquidos, a melhor maneira de você descobrir se está inchando por conta do seu corpo não conseguir eliminar mais os líquidos é prestar atenção se esse seu inchaço e edemas chegam piores na hemodiálise que fazemos depois do fim de semana, quando passamos dois dias e não um sem fazer hemodiálise, se você notar que a hemodiálise que você faz depois desses dois dias é pior, ou que o seu corpo chega mais inchado, é porque você está ingerindo mais água e líquidos em geral que o seu corpo suporta, e a hemodiálise vai ser mais agressiva.
      Quarto, nem sempre você pode fazer sessões de hemodiálise que retirem todo o líquido do seu corpo, caso você ingira muitos kilos em líquido é provável que os médicos não vão te retirar tudo de uma vez, simplesmente porque você pode não suportar a sessão e acabar "estourando" o seu coração enquanto tira mais de 4 kilos na hemodiálise. Como você está começando, talvez eles ainda estejam testando seu corpo para saber o quanto podem tirar do seu peso.
      Quinto, você pode também ter diabetes e esses edemas serem relacionados à doença, principalmente aparecendo nas pernas, mas sem mais informações é difícil para eu dizer a você algo a respeito.
      O que eu posso te falar é que inchaço e edemas costumam estar relacionados ao fato de você ingerir muita água, suco, tudo que for líquido. Vai depender antes de tudo de você aprender a consumir menos líquidos, apenas assim a dialise vai ser menos agressiva, vai depender da sua força de vontade meu amigo. Eu sei que é possível mudar, consumir menos água e viver muito bem na hemodiálise, isso eu te garanto. Encontre o seu peso certo, o seu peso seco e ingira apenas a quantidade certa de líquidos por dia, que só assim o seu futuro na hemodiálise vai ser normal e saudável, caso contrário acho que eu posso dizer que o sofrimento vai continuar o mesmo meu amigo. =(
      Vou postar aqui o meu post sobre consumo de água na hemo ok? http://vivendohemodialise.blogspot.com.br/2012/02/agua.html

      Boa sorte Rafael, qualquer coisa estamos aqui, e sempre que tiver notícias ou novidades, se descobrir que o seu caso é diferente, compartilha aqui no blog que vai ficar sempre salvo para alguém no futuro poder aprender com a sua história. Abraço.

      Excluir
  19. Muito Obrigado Diogo pela resposta realmente é reconfortante saber que tem pessoas como você que passam por essa dificuldade sempre de bem com a vida, pois essa questão de diálise realmente me deixou muito pra baixo, por essas semanas que comecei a diálise que não estou bebendo mais liquido e ver ai com o andar o tempo o que vai da.
    Tudo de bom sempre pro pessoal do blog que Jesus sempre esteja presente na vida de todos.

    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um prazer Rafael. A gente tem que se ajudar sempre, gosto de pensar na gente que faz hemodiálise como um clube exclusivo que da um baita trote na gente pra quem quer fazer parte hehehe.
      Fique tranquilo. O importante é saber se cuidar e achar o seu ritmo, saiba que é sim bastante possível de achar um ponto de equilíbrio na hemodiálise que você vai viver muito bem, e se bobear melhor que muita gente que não tem problema nenhum de saúde hehe.
      Abraço, e sempre que quiser comentar alguma coisa, pode postar aqui no blog que vai ser sempre uma grande ajuda.

      Excluir
  20. Meu pai tem 58 anos e ontem fez a cirurgia para fazer a fístula. Após 2 horas (não sabemos o que aconteceu) ele passou mal e chegou a desmaiar. Hoje na hemodiálise nos falaram que a fístula não está funcionando mas ninguém soube informar exatamente o que aconteceu. Imagino que deve ter ocorrido uma queda de pressão. Será que isso fez com que a fístula não funcionasse? Já viu algo assim acontecer? É normal não dar certo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele pode ter tido uma desidratação aguda... ou estar tendo uma desidratação crônica... é raro... normalmente pacientes em hemodiálise sofrem do oposto (hiper-hidratação) mas eu digo isso pois fui eu também alguém que tomou cuidados excessivos com ingestão de líquidos e sofria com problemas parecidos (vale lembrar, eu não ingeria mais de 400ml de líquidos/dia) ... nesse caso a desidratação e o corpo debilitado pode ter feito ele estar em hipotensão de um jeito que pode fechar a ligação da artéria do braço apra a veia que fica na área mais externa. Formando o que a gente chama de fístula.
      Mas tudo isso é um porém. Outra coisa que vale lembrar... nos primeiros dias, a fístula é bem fraquinha, você quase não percebe, leva alguns dias para ela maturar e ficar com o frêmito forte ao toque... não bobeie e tenha certeza quando dizem que ela não está funcionando. Principalmente porque ela também não vai poder ser usada em pelo menos 25 a 30 dias depois da cirurgia.. para ela poder maturar e ganhar volume e força.
      Mas no geral o mais provável para somar um desmaio com a perda da fístula é mesmo uma queda de pressão. Que também pode ocorrer caso o seu pai esteja ingerindo muito líquido e tirando tudo na máquina.. qualquer número aproximado de 3 a 4 kilos ou maior é um peso ruim a ser tirado na máquina e pode exigir demais do coração, a pessoa passa mal e tudo. Também depende de que horas o seu pai fez a última sessão e quando foi a cirurgia, coisas assim. O impacto do desmaio pode também ter danificado a fístula ainda muito frágil.
      Agora... normal uma fístula não dar certo não é não... quando bem feita o normal é ela ser bastante resistente, apenas nos primeiros dias tem de se ter muito cuidado. Mas eu estaria mais preocupado a essa altura para entender o porque do seu pai ter passado mal e desmaiado do que o status da fístula... mas por favor Emerson, qualquer notícia, poste aqui. Ajuda não só a mim mas a qualquer outra pessoa que procure uma resposta na hemodiálise. Assim a gente aprende um com o outro, logo que você tiver mais informações seja sempre bem vindo a ajudar o blog com mais informações meu amigo. E boa sorte com o seu pai ok =) O começo é difícil e têm de trabalhar com o autocontrole alimentar antes de qualquer coisa.

      Excluir
  21. Olá, meu pai ta internado na U.T.I , e está tendo que fazer hemodialise, não entendo nada disso, então estou procurando pesquisar e tirar minhas dúvidas sobre o assunto ...
    Hoje fui vê-lo e ele estava bastante inchado no rosto enorme no rosto alias ...
    falei com o enfermeiro ele disse que foi porque tentaram por um cateter e não deu certo, isso
    é verdadeiro ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser... vai depender da onde você viu o inchaço e do tipo de cateter que o enfermeiro está falando. Caso seja um inchaço na área inferior do rosto próximo ao pescoço pode ter acontecido de terem tentando fazer a punção (introdução,furo) do cateter na veia do pescoço para fazer a hemodiálise. Quando a punção é mal feita a entrada e saída de sangue pode acabar indo para debaixo da pele, romper algum vaso ou simplesmente fazer a punção e só perceber o erro da posição do cateter quando o soro ou a máquina empurra fluido para dentro e isso causa o inchaço debaixo da pele.
      É muito difícil de dizer. Ele pode ter tido também alguma reação alérgica a algum medicamento, eu quando fiz minha primeira sessão de hemodiálise no hospital assim que a hemodiálise começou eu começei a inchar.. isso por causa da dipirona que me deram para a dor. Eu nunca tinha sido alérgico à dipirona até então e a verdade é que até aquele momento o inchaço no meu olho e rosto foram deduzidos como uma alergia por causa do silicone do cateter. Apenas tempos depois pela clássica tentativa e erro que eu aprendi que era sim alérgico a dipirona, e quase morri por causa disso.
      Mas o estranho é que um cateter e uma punção, nunca são feitas no rosto, para o inchaço estar no rosto deve ter sido algo fora do comum, principalmente porque o caso de cateteres temporários para hemodiálise que passam pelo pescoço não costumam causar infiltrações.
      Talvez o enfermeiro também não tivesse certeza, eu pediria mais explicações para ter certeza dos motivos, aonde foi feita a punção do cateter etc... olhe para ver se o cateter para hemodiálise ainda está no pescoço e pergunte quando foi que aconteceu isso e o que foi feito. Podem ter errado na primeira tentativa, visto o inchaço na região, e ajustado o cateter depois. Mas eu não sei te dizer aonde você viu esse inchaço para ter certeza de que está relacionado a esse cateter no pescoço que é mais comum quando se faz uma operação de emergência para fazer hemodiálise.
      Enfim, espero poder ter ajudado com alguma informação extra, e caso você saiba qual foi o motivo eu iria ficar muito feliz se você voltasse ao blog para explicar o que aconteceu mesmo =)... ajuda não a mim mas todo mundo que passa por situações parecidas e procura ajuda.
      Abraços Linda, boa sorte e qualquer dúvida estamos às ordens. =)

      Excluir
  22. Boa tarde, minha tia esta fazendo a hemodialise a uns dois meses com o cateter no pescoço ainda, porém ela é uma paciente crônica porque além de ter paraplégica, teve um problema de escaria a alguns anos atrás e acabou ficando com um ferimento exposto entre a coluna e o bumbum que é tratado mais não cicatriza. A médica optou em fazer a cirurgia para colocar a fistula porém após esta cirurgia, o braço começou a inchar e deu um principio de trombose.
    O que seria mais indicado para o caso dela pois como sobrinha e afilhada dela estou desesperada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respondendo de maneira mais direta possível. A melhor saída seria fazer a diálise peritonial.
      Se ela de fato tem problemas para manter uma fístula e outros problemas relacionados à paraplegia, ela poderia viver com menos preocupações em ter de se locomover para uma clínica de hemodiálise.
      Mas claro, eu não sei quais são verdadeiramente os problemas da sua tia Paula. O que eu posso dizer é que ser paraplégica não tem relação nenhuma com poder ou não fazer hemodiálise. O bom da hemodiálise seria poder ter o seu corpo livre de acessos, como esse cateter que sua tia está no pescoço, para poder tomar banho etc sem problemas maiores. Mas ela pode viver super tranquila com um cateter permanente no peritôneo, que é muito seguro e o cuidado deve ser apenas na manipulação da área quando for iniciar o processo de diálise em casa. Ainda assim fique tranquila, tanto a fístula ainda pode ser salva ou até feita em outro local como o cateter ainda pode permanecer algum tempo a mais, mesmo sendo temporário. O cansativo mesmo são os cuidados de higiene que não se pode descuidar. Seja em qual for o caso.

      Sobre a escarra o que eu encontrei foi um vídeo demonstrativo que fala sobre como cuidar e fazer curativos para cuidar e tratar de uma escara. Esse é o link. http://www.youtube.com/watch?v=PijUcA3H77A.

      Para mim de tão longe é difícil falar com autoridade sobre o que vocês estão passando, sei que cada sofrimento é único nesses nossos casos... mas eu espero ter ao menos dado alguma perspectiva de que tem sim saídas para o que você e sua tia estão passando. Eu sei que a gente se sente preso e em um funil de opções quando estamos dentro do caos da situação, mas eu posso te dizer que sua tia ainda tem muito caminho e saídas para escolher como viver bem e até melhorar no futuro, seja fazendo hemodiálise, diálise ou até transplantando.

      Eu agradeceria se você ajudasse o blog contando mais do seu caso e de como ele está se desenvolvendo. Assim não só eu como todo mundo que procura ajuda vai ter sempre a sua história como referência. Ajuda a todos nós =).

      Grande abraço Paula e saúde para sua tia =)

      Excluir
  23. Minha avó começou fazer diálise a uns dois meses, ainda esta com o cteter no pescoço. O médico encaminhou para confecção de uma fistula mas não conseguiram. Então optaram por fazer uma protese mas aí está minha duvida.
    Qual a diferença entre a fistula e a prótese de fistula?
    Desde já obrigado pela ajuda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angelo... me desculpe pela demora na resposta e a essa altura você já deve saber a diferença, mas eu acho importante esclarecer a sua dúvida para também ajudar qualquer outra pessoa que esteja passando pelo mesmo problema e dúvida.

      A ideia básica da fístula é fazer um "puxadinho arterial", onde se puxa e faz uma ligação entre a artéria que se encontra mais profundamente dentro do braço e a veia que corre em sentido contrário, mais próximo à pele e possível de ser puncionada por uma agulha. Essa ligação é apenas para com o forte fluxo arterial somado ao fluxo venoso aquela veia se dilatar e ganhar maior volume, calibre e circulação de sangue bastante para se fazer a sessão de hemodiálise.

      Se não conseguiram fazer a cirurgia pode ser pelas veias ou artéria estarem muito frágeis ou com risco de rompimento. Então a prótese de fístula é como um trabalho de "encanamento", onde vão unir a artéria e a veia que corre do lado de dentro do braço usando uma pequena prótese de silicone. sem puxar ou forçar as veias e artéria. Nesse caso a punção para hemodiálise deve ser feita sempre usando essa prótese de silicone como referência para a "saída" do sangue sentido filtro da máquina. Nunca vi nem tive contato com alguém que tenha uma prótese de fístula, mas até onde eu pude me informar ela é também sensível ao toque e se pode encontrar ela apalpando a região da cirurgia.

      Mas no geral eu acredito que todos os cuidados com a fístula sejam os mesmos. Espero que tenha ajudado de alguma forma Angelo, e que por favor, voce me desculpe pela demora na resposta, eu tenho estado um pouco ocupado e acabei me atrasando com as respostas aqui no Blog.

      E por último, eu sempre peço, se tiver mais informações, dúvida, qualquer coisa que você possa contribuir com o blog, por favor, não exite em entrar em contato ok =). Ajuda todo mundo que pode algum dia estar procurando por alguma informação. =)

      Excluir
  24. Oi to de volta...
    Soh pra falar que fiz o transplante....no ultimo dia 5 ....fikei 5 dias no hospital soh....e realmente eh bem mais trankilo q pensava......
    Beijos
    Teh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabi =). Poxa.. que legal... agora vai começar uma outra etapa na sua vida. Eu sempre disse que não iria comentar muito sobre transplantes aqui no blog porque é uma área bem mais complexa e vasta que a hemodiálise, ao menos para mim. Eu desejo muito mesmo que você seja sempre feliz e que devagarinho encontre a sua melhor forma para viver com tranquilidade. Nós que somos mais novos quando entramos na hemodiálise sempre acabamos saindo da linha da vida comum à maioria de todas as pessoas por causa da hemodiálise e do transplante, mas tenha certeza que isso só vai te fazer ser mais madura e corajosa que a maioria das outras pessoas que tem essa faixa dos 20 e poucos anos.

      Eu sei que muitas vezes quem entra na hemodiálise só se sente solitário e precisa de alguém que já tenha passado pela mesma experiência pra conversar a respeito, então mais uma vez eu deixo aqui o meu skype (diogo.tubs) e facebook (https://www.facebook.com/diogo.e.delima?ref=tn_tnmn) para se você ou qualquer outra pessoa quiserem algum dia só vir e conversar. No fim o mais importante é sempre respeitar que o sofrimento do outro é único e cada um passa pela hemo à sua maneira. Fico feliz de ver que pude te ajudar nesse tempo e ver você voltar para dar um alô no blog me faz muito feliz. Obrigado.

      Excluir
    2. Fabi, eu faço hemo já a 1 ano e meio quase tenho 24 anos, e to pra fazer o transplante gostaria de conversar um pouco com vc, se vc poder esse é o meu
      Skype Edegar.paula
      email Edegar.paula@yahoo.com.br

      Excluir
  25. Boa tarde. Minha sobrinha faz hemodialise desde Dezembro de 2012, usando o permicath, enquanto esperava que a fistula ficasse pronta. No inicio deste mês comecou a usar a fistula, na 1a sessão, de 4h, metade do tempo usou o permicath e a outra metade a Fistula Essa sessão decorreu normalmente. Uma semana depois voltou a usar a fistula, 5cm acima do local anterior, nos mesmos moldes da vez anterior. Desta vez, cerca de 1h depois da sessão notou que o braco estava inchado, a ficar roxo-esverdeado, com aparecimento de bolhas de agua, e com a sangramento exterior. Voltou ao hospital, conteve-se a hemorragia, mantendo-se o inchaco e as bolhas de agua, que segundo o médico poderão ter sido causadas pelo adesivo pós hemodialise. O inchaco diminuiu, a cor da pele está voltar ao normal, embora ainda tenha alguns sitios arroxeados, mas algumas bolhas cresceram imenso. As pequeninas sumiram. Já aconteceu com alguém o surgimento dessas bolhas? Levam muito tempo a desaparecer? Alguns materiais usados nos locais de hemodialise podem causar isso? Cordiais saudacoes. Fauze

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo Fauze... desculpe-me também pela demora na resposta... Eu estive ocupado e só agora pude voltar a dar atenção ao blog. Eu já vi essas bolhas sim e o inchaço pode ter sido por conta da sua sobrinha ter a fístula ainda jovem e ela ter tido uma infiltração, porém a sua pergunta foi bastante complexa e eu vou conversar com mais médicos para melhor te responder. Eu apenas penso se a sua sobrinha também não é muito nova. Nesse caso ela pode ter a fístula muito frágil e difícil de ser puncionada, com a veia pouco resistente. Normalmente as mulheres têm também braços mais finos e a fístula igualmente mais sensível. Mas por favor, me dê alguns dias e eu já voltarei com uma resposta melhor.
      Porém se tiver já melhores respostas ou outras dúvidas, por favor meu amigo, eu fico sempre feliz de ver todo mundo que volta a contribuir com o blog depois do primeiro contato. Abraços, eu prometo voltar em breve nesse mesmo post com uma melhor resposta para você, sua sobrinha e todo mundo que possa passar pelo mesmo problema. Mais uma vez, perdão pela demora na resposta.

      Excluir
    2. Meu amigo. Desculpe de novo pela demora na resposta. Eu conversei com uma médica amiga que eu conheço e confio a respeito. E vou colar a resposta dela na íntegra para não tirar os créditos dela pela resposta. Espero que ajude você e todos aqueles que passarem por um problema parecido.

      "Quando um paciente faz a fístula é normal que no início se utilize junto com o cateter para o desenvolvimento da mesma e evitar possíveis infiltrações pela imaturidade do acesso. Fica difícil informar se as bolhas estão relacionadas com o esparadrapo que fixam as agulhas ou secundário a infiltração que aconteceu durante a diálise, ou até infecção local. Nunca vi bolhas acontecerem em pacientes que dialisam nas clínicas cronicamente, hematomas sim, que desaparecem dentro de 4 semanas caso não ocorram outras infiltrações, mas isso depende do estado de coagulabilidade da paciente. Para saber o tempo que levará o desaparecimento das bolhas, há a necessidade de saber o que realmente as ocasionou. Dentre os materiais que levam a alergia o mais comum está no esparadrapo que fixa as agulhas e o curativo após o término da diálise.
      Att
      Dra Luciana"

      Bom meu amigo, como voce pode ver, ainda estou procurando alguma outra resposta boa para o motivo das bolhas. EU sempre me lembro do fato de que mulheres naturalmente têm um braço mais fino, curto, mais sensível à algumas coisas como a punção e etc. Eu me lembro de ver bolhas no braço de um amigo meu em tempos de hemodiálise, mas ele já tinha anos de hemodiálise e as bolhas eram mais como um inchaço devido ao pouco cuidado que ele tinha com o braço na região da fístula, e os "caroços" que se formavam.

      Eu vi que você é de Moçambique, e se pudesse me falar qualquer coisa sobre como são as clínicas em Moçambique eu agradeço. Poderíamos até fazer um post falando a respeito.

      Qualquer caso vou tentar ver se alguém já ouviu em algum caso parecido com alguma informação complementar para poder te ajudar, e sempre, eu peço, se já tiver a resposta ou souber de algo a mais, ou outra dúvida, pode vir, enviar aqui pro Blog. Sempre ajuda a todo mundo que quem sabe, um dia, pode precisar. Grande abraço a voce Fauze e a todos moçambicanos.

      Excluir
  26. Olá Diogo,
    acho muito legal da sua parte fazer esse blog, creio que é importante mostrar para as pessoas que esses problemas acontecem com muitas pessoas, e o compartilhamento só ajuda.

    No meu caso, não sou eu, mas minha irmã...
    ela tem apenas 16 anos, ainda não começou a hemodiálise, mas a cirurgia da fístula está marcada pro início de maio.
    Aparentemente ela está muito bem, está tomando remédios para controle de sódio, fósforo etc, mas logicamente eu e minha família estamos sempre preocupados.
    No momento estou meio tenso devido essa cirurgia da fístula, sei que é algo complexo, mas espero que fique tudo bem e que logo ela possa fazer o transplante.

    Att.
    Eduardo Medeiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Eduardo, de verdade, seu elogio faz toda a diferença pra eu manter o blog na ativa depois de tanto tempo. E me desculpe demorar tanto tempo pra responder, mas eu andei ocupado nessas últimas semanas, mas agora estou de volta.

      No que diz respeito à cirurgia da fístula fique super tranquilo, ela é feita sem anestesia geral, apenas local, e o cirurgião vascular vai apenas abrir a pele dela no local e procurar puxar a artéria que passa por dentro d braço mais profundamente e ligar a uma veia do lado de fora. Pode falar pra sua irmã não ficar nervosa, que ela com todos esses cuidados vai ter uma cirurgia bastante rápida. É super tranquila, confie em mim, ela inclusive pode até voltar contando histórias de como é a sensação, que eu bem me lembro de quando fiz minha cirurgia pra fístula, hehehe, você não sente nada, dor nada, mas acordado sente todas aquelas sensações diferentes de puxarem a artéria coma pinça e coisas assim. Eu sei que isso assusta muita gente, mas pode confiar em mim, é super tranquilo e eu sinto que sua irmã está em boas mãos, com todo o cuidado antecipado. Deve estar bem pouco anêmica e isso também ajuda na cirurgia.
      O medo é algo que vai estar sempre presente em todos nós que passamos por isso, e a sua irmã nessa idade vai passar por coisas que muito pouca gente sabe o que é, e que vai mudar a vida dela bastante. Mas eu sempre busquei me atentar ao fato de que me tornei mais maduro, mais experiente e mais corajoso depois de tudo isso. E torço para sua irmã se ver assim também, se não ainda mais. Eu brincava com os meus amigos de hemodiálise que a gente era parte de um clube exclusivo mas que exigia um baita trote pra fazer parte dele hehehehe. Enfim, o plano é ter medo sim, mas usar o medo pra fazer tudo impecável e perfeito, para te fazer correr atrás do seu melhor e não para te deixar paralisado. Aprender a lidar com o medo é algo que eu continuo tentando melhorar e usar ele a meu favor e não contra mim.
      Porém é como você falou, pode ser que ela sequer tenha de se preocupar com a hemodiálise, e dê sorte de fazer logo o transplante. Seja qual for o caso pode contar comigo e qualquer dúvida pode perguntar.

      E como eu já falei antes, eu sei que às vezes nem temos dúvidas específicas mas nos faz bem conversar com alguém que já tenha passado por algo parecido, então se precisar entrar em contato comigo fica a vontade, assim como em outros posts e respostas eu deixo aqui meu contato de skype (diogo.tubs) e facebook (https://www.facebook.com/diogo.e.delima?ref=tn_tnmn). Um grande abraço, obrigado pelo apoio e fique tranquilo, a menina vai passar por tudo isso sem nenhum problema.

      Excluir
    2. Poxa Diogo,
      que coisa boa de se ler. Realmente é algo que nos conforta bastante, você é uma pessoa de um ótimo coração.
      Vou atualizando aqui tudo que for acontecendo, espero que seja tudo de uma forma tranquila..
      posteriormente vou passar seu contato para minha irmã também, acho que é importante pra ela.

      Obrigado novamente, grande abraço!

      Excluir
    3. Obrigado por manter o contato, isso mantém o blog vivo e a gente vai sempre ajudando cada vez mais pessoas conforme o tempo passa e outros vêm até aqui procurar ajuda.

      Abraço amigo.

      Excluir
  27. Meu caro minha mãe faz hemodiálise à uns 30 dias e estava marcado pro dia 20-05 a colocação da fístula no braço hj pela manhã o cateter saiu do pescoço, mas não sangrou nem nada, eu fiz um curativo e vou esperar pra próxima 3ª feira pra ver o que vão dizer. Pergunta: será que ainda vai dar pra colocar no braço dia 20 ou vai ter que passar mais algum tempo no pescoço pelo fato de ter saído? abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A data da cirurgia de fístula não muda em nada. O que muda é que se a sua mãe precisa fazer hemodiálise e não tem mais um cateter é que procure ir a um hospital o mais cedo possível, para saber se é possível colocar outro cateter e se a região de onde o cateter original estava está ou não infeccionada. Se não hoje, Domingo... Segunda pela manhã na clínica onde ela faz hemodiálise, onde pode ser encaminhada para outra cirurgia de colocação de cateter. Melhor que a hemodiálise da sua mãe é de terças, quintas e sábados. Assim pode colocar o cateter com calma na segunda.
      Mas não vale esperar até terça feira para se fazer isso, dependendo da situação de saúde, se ficar sem uma sessão de hemodiálise pode acabar se prejudicando demais, talvez até vindo a óbito.
      No mais vale lembrar que a fístula não é "colocada" mas sim uma cirurgia que é feita no braço para se juntar a artéria do braço à uma veia que corre do lado mais externo em sentido oposto. E é preciso esperar por pelo menos 30 dias para usar ela com segurança, a fim da veia que é ligada à artéria ter um fluxo maior de sangue e assim vá ganhando volume, largura e calibre a fim de poder ser puncionada (perfurada) pela agulha usada na hemodiálise.

      Excluir
    2. obrigado amigo segunda vou providenciar.

      Excluir
    3. Que bom. Boa sorte para você e sua mãe meu amigo.

      Excluir
  28. Eu queria saber se tem aluma reação ao troca o cateter pela a fistular se poder causar alguma coisa, Qual e o mais seguro?
    Minha vó esta usando o cateter ja vai fazer 3 sessão ir a idade dela 72 anos ela esta muito preocupada ir muita em segura ir porque ela sente muita sede e porque não poder tomar água o que causa tomar muita água
    NOME: júnior neto da paciente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem reação nenhuma... a fístula é a opção mais segura... pois é resumidamente uma maneira de tornar uma veia forte o bastante para suportar a punção de uma agulha de maior calibre. Pode doer a punção (furo) mas o risco de ficar com um cateter não compensa em nada. Riscos de infecção são os mais comuns. O cateter normalmente no pescoço ou sub-clave é uma abertura direta do interior do seu corpo com o exterior... qualquer infecção na região pode trazer sérios problemas, pois o cateter se estende até quase o coração. Fístula sempre, mesmo que doa.

      Sobre a água. Eu tenho um post que explica tudo melhor.( http://vivendohemodialise.blogspot.com.br/2012/02/agua.html ) . Mas o resumo da hiper-hidratação é que sua avó pode acabar por encher o pulmão de água e ter uma insuficiência respiratória aguda. E também pode destruir o coração se ela brincar de tirar muito peso na máquina. Vale ler o post que eu deixei o link. Brincar de beber muita água ou água de menos na hemo é certeza de um processo sofrido, doloroso e que pode levar a óbito.

      Excluir
  29. Obrigado qualquer duvida eu te falo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá meu amigo, se você tiver alguma dúvida eu posso tentar responder sim. É importante um ajudar ao outro.

      Excluir
  30. oi os medicos nao conseguiram fazer hemodialise na minha vo´porque sera to sem entender ate agora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa mas... eu realmente não sei... é... muito abrangente as possibilidades de ser uma coisa ou outra. Talvez ela não estivesse em condições de saúde para realizar hemodiálise, ou ela não conseguiu criar um acesso para fazer a hemodiálise, não sei dizer. Se voce tiver mais informações ou alguma resposta seria legal ter voce de volta ao blog ajudando a todo mundo que participa, ou precisa de ajuda, a aprender ou encontrar uma resposta para os seus problemas. Abraços e boa sorte.

      Excluir
  31. Olá gostaria de saber se o fluxo acima de 350 pode prejudicar a fístula? Pois estou fazendo cm 400.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diniz. O fluxo pode sim prejudicar a fístula caso ela não tenha um calibre suficiente para suportar a pressão desse fluxo. Pode dar infiltração ou outras coisas parecidas.

      Mas ainda assim se a sua fístula for forte e de bom calibre não deve haver maiores problemas. É apenas uma questão de dar tempo para a fístula se maturar e de se ver a necessidade de filtragem do seu sangue dentro do tempo de hemodiálise disponível.

      Esse fluxo mais alto pode ser mais prejudicial ao seu coração se não me engano, ainda vou me informar mais sobre esse detalhe em específico. Porém não se preocupe, em geral, caso sua fístula seja forte, com um bom frêmito e grossa não vai haver nenhum problema. Apenas mantenha os cuidados básicos com ela que tudo sairá bem.

      Excluir
    2. Vou postar aqui uma resposta que me foi enviada por uma médica amiga minha. Caso ajude em algo mais.

      "Geralmente o fluxo mínimo desejado para uma fistula eh de 300 Uma fistula que da um fluxo de 400ml eh uma boa fistula e isso não a prejudica."

      Excluir
  32. Olá Diogo! Seu blog foi um achado! :)

    Sabe se há recuperação para uma fístula que foi comprimida demais?

    Acredita que um enfermeiro fez um exame de sangue no meu pai no hospital federal de bonsucesso, onde ele fez o transplante, e apertou tanto o curativo em cima da fístula que a mesma parou?
    Meu pai já está até sentindo as dores de quando a fístula para, ele conhece pois esta já é a segunda.

    Ele é transplantado agora, mas tinha muito medo de perder a fístula, e pelo visto foi o q aconteceu, pois teria que colocar no braço direito, visto que no esquerdo já tinha duas.


    Vou leva-lo ao hospital amanhã, mas gostaria de saber se já ouviu relatos de pessoas que tiveram a fístula recuperada.

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo... antes de tudo obrigado e vou correr pra achar uma boa resposta a sua pergunta. E sim, eu acredito porque eu me lembro bem de alguns enfermeiros que realmente esmagavam a fístula com medo dela jorrar sangue na hora de tirar a agulha.
      Acho isso um absurdo porque perder uma fístula é algo que realmente traz mil problemas, as dicas gerais de deixar a fístula o mais forte possível através dos exercícios é também para evitar isso, por isso nunca da pra parar de exercitar o braço da fístula.
      Mas eu mesmo tenho de dizer, não me lembro de ter escutado de alguém que perdeu e recuperou uma fístula... no momento me dói dizer isso, mas é o que eu conheço até agora. Mas se você tiver qualquer nova informação, por favor, volte ao blog e deixe seu comentário porque pode ajudar muita gente.
      Ainda assim eu vou tentar agilizar bastante para achar uma resposta para a sua pergunta. Pode ter algo a ser feito.
      Agora, uma coisa tem que ser dita... NUNCA! se deve deixar tirar sangue para coleta no mesmo braço da fístula... NUNCA!. É uma regra número um. Por conta desses problemas mesmo. Tirar sangue tem sempre que ser feito no braço contrário do braço com fístula. O braço com fístula só pode ser usado para a hemodiálise. Mas vou torcer por você. Eu já estou em dívida com o blog e com algumas outras respostas. mas vou tentar acelerar nos próximos dias.

      Excluir
    2. Uma médica amiga aqui de Curitiba me enviou uma resposta, é bem simples mas pode ser que dê mais alguma informação meu amigo.

      "Bem primeiramente há a necessidade de um doppler da fistula para o diagnostico de certeza e poder responder a pergunta corretamente. Para que um curativo compressivo após uma coleta de exame trombose uma fistula eh provável que a mesma já tivesse alguma lesão prévia."

      Excluir
  33. Oi Diogo
    Meu nome é Luana. Comecei a fazer hemodiálise em abril deste ano e ontem foi minha primeira punção no braço. Provavelmente estarei sem o cateter na semana que vem, já que não tive problemas com hematomas.
    Sou diabética, hipertensa e "ansiosa".. Extremamente! Huashauhsuahs
    Gostaria de saber o seguinte... Quais os cuidados com minha fístula? Tipo, tenho pavor daqueles caroços, sabe? Sei que pode parecer bobagem, mas sou vaidosa sim. Li algumas respostas que vc deu aqui no blog e confrontei com o que as técnicas me disseram no hospital. Eu posso fazer compressa fria e/ou quente?
    Acho muito válido perguntar a vc, pq sabe exatamente o que vivemos. Estou na fila do transplante duplo (rim/pâncreas), mas ainda na fase de exames como ultra, eco, cateterismo, etc.
    Por favor, me dê essas dicas de como evitar o crescimento exagerado desses abcessos.
    Obrigada!

    Luana Martins

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana. Grande prazer ter você aqui e espero poder dar alguma ajuda.
      A ideia das compressas é bastante simples.
      A fria deve ser feita logo que se chega em casa após a hemodialise, assim o gelo age como anti-inflamatório e também serve para desinchar qualquer hematoma que seja causado da punção, mas por favor nada de gelo direto na pele, ou uma toalha molhada com gelo ou uma bacia com água e gelo são as melhores opções.
      A quente deve ser feita bem mais tarde, até pode ser uma boa ideia fazer a compressa quente no dia entre as sessões, ela vai ajudar a dilatar os vasos e aumentar a irrigação de sangue no braço que vai ser puncionado, e assim como a compressa quente os exercícios ajudam a manter sua fístula forte e pronta pra ser puncionada. Parte da ideia de ter uma fistula forte e fácil de ser puncionada ajuda a "esparsar" a região do braço que vai levar a picada, assim com a punção indo mais pra cima e pra baixo no seu braço acaba não abrindo chance de formar o tal caroço.
      Eu posso te dizer que pessoalmente, fiz 1 ano e meio de hemodiálise e não tenho praticamente nenhum resquício da fístula como caroços ou coisas do tipo, apenas as cicatrizes que ficaram da cirurgia no braço e das furadas.
      Mas agora no começo, ao menos no primeiro mês, tente se concentrar em fortalecer sua fístula. Depois que ela estiver bem forte, com aquele frêmito forte e resistente, então você começa a se preocupar com os caroços ;).
      E não deixe ninguém te assustar la na clinica... sempre pode ter alguém que causa pânico em você sobre as fístulas etc... e principalmente quando você vê o braço daqueles caras que não se cuidam e ficam com os caroços gigantes. hehe... não se preocupe, não é igual para todo mundo, e eu mesmo conheci um cara que ta fazendo hemodiálise a mais de 13 anos (e acho que ainda está lá) e o braço dele nem parecia ter marcas exageradas. Caroço não é regra.

      Desculpa e demora na resposta. Eu quebrei o dedo do pé bem no dia que voce enviou a mensagem hehehe... resultado de muito tempo tomando corticoide... um problema de transplantado ;)... mas daí é outra história. Que eu ainda reluto em postar coisas a respeito aqui no blog... mas quem sabe eu me animo logo hehe...
      Grande abraço, sorte, e qualquer coisa estamos alerta =).

      Excluir
  34. Ola, parabens pelo seu blog!!
    A minha sogra sofre muito com esse mal.
    Essa e a segunda fistula, pq a primeira nao deu certo. E sendk que depois da primeira, qd mexeram no braco dela, nao sei que procedimento fizeram q ela quase perdeu o braco. Isso pq foi em um dos melhores hospitias aqui do Rio.
    Ela ja fez peritonio e tb nao deu certo. Fez por alguns meses. Ja fez pra mais de 10 cateter e alguns infeccionaram. Hj nessa segunda fistula, que ja tem uns 5 meses, esta tendo a segunda complicacao hj. Na primeira no mes passado, ela deu um jeito e sa grou um pouco. Mas, parece que a medica so ajeitou e nao foi nada grave. Mas, agora parece que estourou e esta sangrando muito. O que pode ter havido gente?
    Eu nao aguento mais vez minha sogra indo para k hospital toda hora. Ela ja ficou umas 3 vezes pra mais de 1 mes, qd o cateter infeccionava...
    A minha sogre tem 58 anos, e diabete e obesa. Nao gosta de fazer dietas, vive comendo escondido as coisas, bebe ate refrigerante nas festas... Sera que pode ser isso?
    E ela ainda faz dialise numa clinica bem longe da casa dela, pq ela nao confia nas que sao perto.. Poxa, o esposo sofre em ter que levar ela as 3 vez nas semana, pega mt engarrafamento, e perde mt tempo, pq moramos em uma cidade, ela em outra e a clinica em outra, na zona sul do Rio.
    Existe mesmo essa coisa da clinica ser ruim? Ela diz que nao consegue mais dirigir tb. Sendo que o carro é automatico e a direcao parece uma manteiga.
    Eu me preocupo mt com ela, ckmo por exemplo ainda nao consegui dormir, por saber que ela ta no hospital.
    Mas, as vzs fico achando que ela nao faz por onde tb, e exige muito de nos...
    Me diga Diogo, o que vc pensa de tudo isso? Estou sendo ingrata por querer que ela va para uma clinica mais perto, pq assim meu sogro pode pagar taxi? Nao quero impedir a ajuda do meu marido em hipotese nenhuma, mas ele esta desempregado e nem corrido mt atras devido a esse problema dela. E isso ja esta tomando uma proporcao ruim.
    Ele diz que vai resolver isso, mas sempre fica com medo de algo acontecer, pra falar a vdd eu tb fico...
    Pors isso estou querendo conhecer mais sobre isso, entender melhor. Quais sao esses riscos de fazer em ohtra clinica e pq ela ta sempre ruim?
    So esse ano ela ja foi para o hospital umas 8 vezes...

    ResponderExcluir
  35. Desculpa pelos erros na escrita, mas estou pelo celular e as vzs as letras se trocam, faltam acentos... Pq eu ja tava quase deisitindo, pq por 2 vezes apertei sem querer o botak de sair e tive que reescrever tudo...
    Mas, o anseio pela resposta e maior, por isso persisti, mas em compensacao, nao tive paciencia para os acerto, ate por medo de perder toda escrita de novo.
    Abracos,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tati... desculpa a demora na resposta, estive ocupado, mas muito obrigado pelos elogios =).

      Sobre a clínica, quem tem que saber a respeito é primeiro você, e a impressão é simples, tem que entrar e ver como são as cadeiras e máquinas. Onde ela faz e onde pode fazer. Eu fazia um pouco longe de casa mas em Curitiba as distâncias são menores. Mas a clínica às vezes tem mais coisas para sua sogra que apenas ser boa ou ruim, pode ser a amizade e o conforto com segurança de saber como as coisas funcionam onde ela está. Na hemodiálise sentimos muitos medos e pequenas mudanças às vezes se tornam muito difíceis. Mas entre e veja, a higiene aparente, os cuidados dos enfermeiros, a aparência das máquinas, a disposição das cadeiras, tudo isso... são coisas que contam. Mesmo a disposição das cadeiras para socializar com outros pacientes ou não, a quantidade de máquinas por enfermeiro, Médico responsável etc. Se outra clínica mais perto realmente parecer melhor, só precisa dizer a ela que outra clínica é mais segura, limpa e tranquila. A proximidade realmente não vai ajudar a convencer ela já que ela deve entender a essa altura que a clínica que ela conhece é o lugar que ela pode ir sem medo de passar mal.

      Sobre dirigir não é fácil mesmo, uma vez eu fui fazer uma sessão dupla, tinha feito uma sessão de hemodiálise na sexta, o filtro de água deu problema e tivemos que parar no meio, voltei no sábado para completar, por achar que era mais tranquilo com menos horas fui sem preocupação e de carro. Mas não contei que ficaria tão fraco na volta, e dirigi todo caminho de casa realmente jogando água na nuca dentro do carro pra não apagar... mas dirigir é melhor também não arriscar, depende da segurança de cada um, muitos dirigem e até de moto depois da sessão. Mas se ela não etá segura pode passar mal e causar um acidente de carro... mas muitos também buscam um transporte da prefeitura local, nesse caso é preciso procurar na sua cidade o que tem para ser feito a respeito. Normalmente uma kombi mesmo da secretaria de saúde que leva os pacientes de casa para a clínica.

      No mais pelo visto ela perdeu os rins por causa da diabetes, quem perde os rins assim normalmente acontece por um problema de comportamento alimentar mesmo, de saber que se prejudica mas o vício na comida é maior que a preocupação em passar mal, é a satisfação momentânea que alivia quando come. O que ela deve estar fazendo na hemodiálise é não cuidando em nada não só com o que se alimenta mas com o que ingere de líquidos, o que mais derruba as pessoas na hemodiálise é a quantidade de líquido que tem que ser retirada na sessão. Se ela não tem mais nenhuma produção de urina, ela não pode estar retirando mais do que 3+ quilos em água por sessão de hemodiálise para ter uma sessão "agradável". Se ela esta abusando de líquidos vai sofrer sempre.

      Excluir
    2. Sobre a fístula ela provavelmente não cuida do braço e acaba perdendo a fístula que tem que ser forte e bem cuidada para resistir às sessões de hemodiálise em geral. O cateter só infecciona em quem não se cuida, provavelmente ela se banhou com ele e deixou molhado. Sorte ela não ter tido a infecção no cateter que levasse a uma infecção no coração ou generalizada, é fatal.

      O que eu penso, pessoalmente e sem nenhuma base pra dizer isso como verdade qualquer, a respeito do que sua sogra deve estar vivendo e sentindo agora é que ela não se deu conta de que pode e vai morrer. E que a morte dela vai ser horrorosa, a diabete vai começar a causar cegueira, deixar ela careca e se ela sobreviver aos infartos começar a gangrenar as extremidades do corpo... a glicose alta no sangue funciona como "cacos de vidro" que vão causando machucados dentro do seu corpo, e machucados que não se recuperam. A alta ingestão de líquido entre as sessões e a remoção deles rapidamente na hemodialise causa o "inchaço e redução" do tamanho do coração... o que vai destruir o coração de forma irreparável. Infelizmente ela deve estar cansada de saber disso e ao invés de se preocupar em morrer acaba cansando de saber a respeito e só se aborrece quando escuta tudo isso, mudar para uma clinica nova também tem isso, você perde seus "privilégios" da clínica antiga já que os enfermeiros e médicos já te conhecem e sabem o que voce faz e não faz e deixam voce viver à sua maneira. Em uma clínica nova os médicos e outros vão refazer toda a "encheção" e ela não quer passar por isso, se sente confortável sabendo disso tudo mas sente que se não aconteceu nada sério ainda é porque todo mundo exagera.
      A unica ideia que eu tenho é ver se alguma dessas clinicas mais perto tem algum médico ou enfermeiro que trabalhem na clinica que ela frequenta, pode ajudar ela a se encontrar melhor e se convencer a mudar mais fácil. Mas tem que ter certeza que é pra melhor, e não pra pior, porque uma clinica pode sim ser bem pior, pode assustar, ser suja e mal cuidada, velha, etc... não sei onde ela etá e onde ela pode ir. Seja como for o que tem mesmo que mudar não é a clínica, mas o comportamento dela, ou ela vai morrer em bem pouco tempo infelizmente. É apenas minha opinião. Não falei nada politicamente correto agora, porque médicos tem medo de errar então não falam nunca que voce vai se curar ou morrer... mas eu vejo que ela precisa entrar em um modo mais "paranóico" infelizmente, os médicos dizem para viver a vida normalmente, mas hemodiálise não tem nada de normal e temos que respeitar que é uma vida diferente sim e pronto.

      No mais só me preocupo com você e os familiares dela, uma pessoa em hemodialise pode sempre influenciar as pessoas ao seu redor, e por isso que eu digo, vocês também deveriam procurar o médico da clinica que atende no turno em que ela faz a sua sessão, não para uma consulta para ela, mas para perguntar a respeito dela, dos números dela, tudo em uma clinica é registrado... e para falar a ele, a enfermeira chefe ou outro responsável, até mesmo para psicologa da clinica se tiver, o que voces pensam e estão passando com ela. Nessa hora de desespero depois que se começa a sentir já raiva de tudo que tem sido feito sem sentir uma "ajuda" da paciente, é hora de ser sincero e só falar a eles que se sentem de tal forma e das coisas que acontecem fora da clinica. Com certeza essas conversas sempre acabam com alguém da clinica falando com ela mais perto a respeito de como ela esta influenciando todo mundo e isso vai ajudar a estimular uma mudança no comportamento dela ou para saber se vocês têm ou não o direito de serem mais duros e controladores a respeito da vida dela, para o próprio bem dela.

      Excluir
    3. Infelizmente é tudo muito delicado e difícil, nada disso vai ser fácil Tati, no fim quem é insuficiente renal tem sempre alguma carga de medo e/ou conformismo dentro de si que é difícil de lidar, para o paciente e para os parentes.
      Apenas entendam que para ela mudar vocês também precisam mudar, se ela começar a mostrar que quer se ajudar, levar ela pra festinha de fim de semana cheia de bolo e refrigerante não vai ajudar. Só dizer que ela não pode comer uma coisa e voces prepararem uma mesa cheia de coisa para os outros também só vai dar raiva nela. Tem que participar, ela só precisa dar o sinal de que quer mudar. Pode acabar sendo bom para saúde de todos.

      Ah... e se precisar saber mais sobre a ingestão de líquidos no meu blog mesmo eu tenho um post onde falo a respeito. É o último post do meu blog, pode ajudar bastante. Um grande abraço e espero que tenha ajudado de alguma forma. O assunto é muito delicado; =/

      Excluir
  36. Boa tarde. Meu nome eh Margareth e o meu marido esta fazendo hemodialise pela veia do pescoço e ele ainda esta com o cateter no peritonio. Eu gostaria de saber se o procedimento para retirada desse cateter eh muito complicado. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Margareth, desculpe a demora na resposta mas finalmente comecei meus estudos em biotecnologia, e estou começando meu caminho para procurar as soluções definitivas para nossos problemas ;). Mas infelizmente isso tem feito eu atrasar algumas respostas do blog. Desculpe.

      Até onde eu tenho conhecimento, a remoção do cateter peritonial é um pouco delicada, necessitando de um pequeno procedimento cirúrgico, assim como para a inserção do cateter. Mas é uma cirurgia bastante tranquila e se eu não estou enganado, apenas com anestesia local e bem rápida. Se a sua dúvida é sobre a remoção do cateter do pescoço, ele deve ser feito com o acompanhamento de um enfermeiro mas pode ser removido com bastante segurança desde que preparado para estancar o sangue e fechar a pele com bastante pressão quando ela termina de ser removida, mas o cuidado para sua remoção que é fundamental para não correr o risco de causar nenhum dano interno pois é uma estrutura longa e/ou o risco de infecção e sangramentos, por isso sempre nas mãos de um técnico experiente, enfermeiro ou médico.
      Porém esse é o meu conhecimento superficial, eu sempre gostei de ter no blog respostas mais diretas possíveis vindas sobre a experiência direta de alguém que já passou por algo que é perguntado, mas eu não cheguei a fazer diálise peritonial e também não sei qual o motivo para a remoção do cateter peritonial do seu marido, pode ser por conta de alguma infecção, nesse caso não sei dizer muita coisa sobre quais os procedimentos para remoção e tratamento do cateter. Toda informação que você puder compartilhar sobre o que seu marido está passando, novidades ou acréscimos, ou até mesmo correções, sempre vão ajudar o blog... e ajudando o blog com sorte ajudar mais alguém com o mesmo problema procurando por uma solução que você já conheça =).
      Obrigado a atenção Margareth, toda sorte para você e seu marido.

      Excluir
  37. Boa tarde minha Avó já fez Duas Fistulas e pararam . Ela está com Cateter no pescoço, já faz 3 meses, durante esse período foi feito a terceira fistula com a veia profunda que está com 2 meses, agora dia 14/10/2013 fez a superficialização da veia da mesma e agora o braço está muito inchado e ela está sentido muita dor devido o inchaço. Oque podemos fazer pra alivia essa dor ? Pode fazer a massagem drenagem linfática no braço que está a fistula devido o inchaço ? E quem faz Hemodialise pode receber massagem de drenagem linfática?? Quanto tempo a pessoa pode ficar com cateter sem prejudicar? Obrigada !! amei o seu blog tem muita informação e que nos ajuda bastante. Obrigada por existir !!
    Att; Leidiane / castanhal-PA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa... tantos elogios e eu devolvendo esses elogios todos com uma resposta super atrasada heh. Me desculpe pelo atraso Leidiane, de verdade, mas mais que tudo você me emocionou com seus elogios, muito muito obrigado.
      Primeiro o cateter, o cateter deve ser o temporário se está no pescoço...logo ele não deve permanecer muito tempo no corpo. O tempo médio de permanência é de no máximo 3 meses. Eu pessoalmente cheguei a ficar com o cateter por um pouco mais tempo que isso com o cateter... o corpo simplesmente começa a fechar a "ferida" que é aberta para se colocar esse cateter... no meu caso era abaixo da clavícula e primeiro você perde os pontos, depois ele começa a se fechar ao redordo cateter e ele vai perdendo sustentação e começa o risco de "escapar" e sair sozinho, como aconteceu comigo. Mas o maior risco de ficar com esse cateter é mesmo o de infecção, é simplesmente um acesso direto entre o interior do seu corpo e o meio externo... risco de qualquer bactéria entrar direto é muito grande. E o cateter tem um comprimento que atinge no interior do corpo proximamente o coração, se uma infecção atingir o coração, bom, nem preciso dizer o perigo disto.
      Agora, as suas outras perguntas realmente me fizeram pensar, muito, é tantos pequenos detalhes... a idade da sua avó já pode fazer diferença e trazer algumas complicações, não sei qual o estado de saúde real dela, quais outros problemas ela pode ter. Mas eu sei muito pouco sobre a massagem linfática, meu medo é ter alguém que faça muita pressão sobre essa fístula recém feita e acabe perdendo ela por cortar a circulação no local. Não sei também o que pode ser esse inchaço... se pode ser algum problema de sangramento pós-cirurgico... eu vou ser sincero Leidiane, acho melhor não dar nenhuma dica nesse caso exceto o velho tratamento com gelo. A fístula é nova e precisa ser trabalhada para sua avó poder tirar o cateter, pra isso ela tem que fazer os exercícios e passar o tempo para ela "maturar". Mas o que fazer para melhorar o inchaço pode ser difícil responder, não sei o tamanho do sofrimento dela nem como ou porquê desse inchaço, e como ela pode ter uma situação mais delicada já que já perdeu outras duas fístulas eu acho melhor não acabar dando um mau conselho, me perdoe. =(
      Mas eu vou pedir, por favor, que caso você tenha respostas ou uma conclusão para o problema da sua avó... se conseguiram solucionar ou se ele se resolveu de outra forma, por favor, seria ótimo se você pudesse voltar ao blog e deixar sua resposta... tenho certeza que iria ajudar muita gente que deve estar passando por problemas parecidos, o braço da fístula inchar é um problema que acontece e a sua avó com aparente situação tão delicada seria um bom exemplo de o que se pode fazer ou não fazer nesse caso, se o problema passa ou não... qualquer informação ajuda todo mundo que vier não só ao blog, mas à internet procurar ajuda. =)
      No mas... muito, mas muito obrigado mesmo pelos elogios. Me emocionou. Desculpe não poder ajudar mais.

      Excluir
    2. Vou adicionar mais uma resposta vindo de uma médica amiga =). Espero que ajude.
      "PARA A DOR ELA PODE TOMAR UM ANALGÉSICO. NÃO SE PODE FAZER DRENAGEM
      NO braço da fístula, bem como das pernas pois o paciente em diálise normalmente não urina. O ideal é ficar 3 semanas com o CATETER para evitar estenose dos vasos, mas o CATETER pode ficar por tempo indeterminado desde que esteja em bom funcionamento e não trazendo nenhuma complicação."

      Excluir
    3. Outra grande resposta com dica de um bom médico amigo. (na íntegra)

      "para aliviar o inchaço e a dor, este membro deve ficar elevado, quando a paciente puder fazê-lo em repouso.
      Drenagem linfática não é recomendado, o que pode ser feito é compressas mornas.
      O tempo de permanência do cateter varia conforme o tipo que foi colocado. O cateter de curta permanencia tem pouca proteção e deveria ficar o mínimo de tempo possível (ideal até 30 a 40 dias, porém há casos em que fica por meses e sem problemas, os cuidados no manuseio fazem a diferença). O cateter de longa permanencia é colocado cirurgicamente e dispoe de 2 proteções internas que servem de barreiras para infecções, estes cateteres podem ficar por meses até anos."

      Excluir
  38. Bom dia! Gostei muito deste blog, obrigado por tirar nossas dúvidas.
    A minha questão é o seguinte:

    Minha mãe passou 02 anos fazendo hemodialise com 01 fistula no braço direito, porém após esforço físico no braço, acabou perdendo a fistula e fazendo um cateter provisório no pescoço (irá utilizar enquanto a outra fistula não fica pronta).
    O problema é de que o pescoço está dolorido e inchado ao redor do cateter, minha mãe não consegue nem mexer o pescoço muito bem pq dói... Será que infeccionou? essa dor começou a 02 diaa. na ultima seção que ela faz, no momento da troca de curativos, saiu um, pouco de sangue, mas não chegou a doer..

    Por favor veja se consegue nos ajudar, Deus te abençõe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafa... que bom ver que o blog está sendo útil para vocês. Essa era toda a idéia =).
      Sobre a sua mãe, bom... a essa altura você já deve ter todas as respostas, mas primeiro... Um bom sinal para identificar uma infecção é sempre febre. enquanto não tiver febre tudo pode estar bem. Mas claro que nenhum risco vale a pena, eu quando estive com meu cateter temporário sofri muito com vazamento de líquido linfático, simplesmente o cateter atravessou um vaso linfático e demorou muito para perceberem isso, insistiam que eu que estava molhando durante banho etc. Tive de ficar dias sem tomar banho para provar que não era eu molhando o curativo.
      Isso tudo eu digo porque pode simplesmente ter sido um descuido na inserção do cateter. Podem ter feito muita força para colocar todo o cateter e criado hematomas na região. O sangramento pode ser também um descuido na hora de dar os pontos ou o próprio inchaço ter movido o cateter da posição inicial.
      Mas por via das dúvidas eu estou inseguro com essa sua pergunta e vou enviar ela para outros médicos para ter uma resposta mais precisa ok =). Assim mesmo que você não retorne ao blog vamos ter uma resposta mais segura vindo de mais fontes para essa sua dúvida. Grande abraço para você e sua mãe e muito obrigado mesmo pelo carinho e elogios =)

      Excluir
    2. Mais uma resposta de uma médica amiga. Espero que ajude sua mãe Rafa.
      "NORMALMENTE A INFECÇÃO DE CATETER VEM ACOMPANHADA COM FEBRE. EM RELAÇÃO AO EDEMA TEM QUE SER AVALIADO PELO MÉDICO DA DIÁLISE PARA SABER QUAL A CAUSA. JÁ A DOR PODE SURGIR PELA PRÓPRIA PASSAGEM OU MANIPULAÇÃO DO CATETER."

      Excluir
    3. Mais uma resposta de um grande médico amigo. (na íntegra)

      "Há basicamente 2 t ipos de catater, um de curta permanencia e um de longa permanencia,

      o da tua mãe parece ser o de curta permanencia, este quase não oferece proteção contra infecções, por isso todo cuidado é pouco com ele, se houver sinais de inflamação local (vermelhidão, calor, dor) deverá ser mostrado imediatamente ao médico ou enfermeira da diálise para definir o diagnóstico e o tratamento, se necessãrio. As vezes é preciso retirar ou substituir o mesmo para evitar maiores problemas."

      Excluir
  39. Amigo minha fistula esta crescendo muito, a veia ficou grossa de mais mais de 2cm. o que posso fazer para tentar diminuir ela.
    peço que possível, me responda no email Edegar.paula@yahoo.com.br
    você vai me ajudar muito, respondendo.

    ResponderExcluir
  40. Ol´a Deus te ilumine e conserve com muita saúde pela sua colaboração.
    Gostaria de saber porque incha as mãos quando faz a hemodialise, meu pai tem 87 anos e faz 3 x por semana o que ele deve fazer para conservar as veias fortes, quando vai para as internaçoes já que come tão pouco.Muito Obrigado. Cacilda

    ResponderExcluir
  41. Olá meu nome é Vander, eu tenho um avó que começou a fazer hemodialise, a uns 2 meses, ele tem 85 anos e não esta nada bem, sempre q sai da hemodialise, sai mal e chega a desmaiar, e ultimamente e tem saido da sala com a roupa toda ensanguentada, e nós ficamos aterrorizados, perguntamos para as enfermeiras o porque,
    mas ninguem sabe nos responder, estamos com medo, pois ele já tem uma anemia profunda e perdendo sangue assim. Ah perguntamos para a medica mas ela só explica por cima. Ele faz Hemodialise pelo SUS. Desde já muito obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voltar a cuidar do blog é sempre... difícil por perguntas assim, que me doem muito saber que acontece esse tipo de sofrimento na hemodiálise.
      Eu não tenho como saber exatamente o que pode estar acontecendo. Infelizmente seu avô pela idade deve sofrer mais com a exigência da hemodiálise.
      O mais provável é que a retirada de líquido em excesso enfraqueça ele, e o sangramento pode ser por um mal posicionamento do cateter.
      Se já tiver resolvido o problema do seu avô. Por favor, retorne ao blog e responda o que aconteceu. Ajuda tanta gente sempre que temos mais informações.
      Grande abraço e sorte a todos.

      Excluir
  42. olá meu nome e´everson e fas 5 dias que fis a fistula no anti braço direito,mas não estou sentindo pulsar será que está recente pois no mesmo dia que fis fui pra hemo dialise e a enfermeira colocou a mão pra sentir e me disse que parecia que não tinha nada será que não deu certo ?
    ou porque ainda estava inchado e no mesmo dia comecei a faser o fortalecimento com a bola desde o dia da sirurgia só senti dor nos pontos e nada mais mas hoje ponho a mão pra sentir e não sinto nada será que des dá sirurgia não deu certo ?
    séra que voçe pode me ajudar pois estou com medo de ter que faser outra e tenho o cateter na virilha esquerda por onde fasso a hemod
    e me tire uma duvida no meu caso tem como na propria sirurgia não ter dado certo e se neste caso por ser recente há chance de abrir denovo e refaser ?.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ficar tranquilo... imagino que agora depois de 9 meses (desculpe o atraso) você ja deve ter tido sua resposta... mas é normal que nos primeiros dias você não sinta nada, ela começa bem fraquinha mesmo. Por isso leva alguns dias pra poder fazer a primeira punção.
      Tem sim a chance de não ter dado certo, mas é provável que não seja o caso. E nos primeiros dias, não precisa fazer exercício imediatamente, às vezes deixar um ou dois dias sem mexer é melhor. Mesmo porque normalmente quando se faz a cirurgia de fístula você fica quase sem força na mão.
      Grande abraço, sorte, e torço que você volte para responder o que aconteceu contigo.

      Excluir
  43. me desculpe esqueci de passar o meu email pra contato
    eversonaugusto @yahoo.com.br voçe pode postar aqui sua resposta ok

    ResponderExcluir
  44. Ola ME Chamo Jessica MiNha MaE Faz Hemodiálise Faz 3 Meses E Ainda Esta Com O Cateter No Pescoço , E A Clínica Na qual Ela Faz A Hemodiálise, vai Marcar Com O Vascular Para Colocar A fistula , Só Que Tenho Uma DUvida , Quando Se Coloca A fistula Quer Dizer Que A Pessoa Vai Fazer Hemodiálise Para A Vida Toda. Minha Mãe Nunca Teve Problema Nos Rins , Passou A Ter Depois De Tomar Muitos Antibióticos Por Causa De Uma Gripe , E A Médica que a atendeu disse que quando está com o cateter quer dizer que não será necessário fazer hemodiálise por muito tempo, mas quando se coloca fístula irá fazer hemodiálise por um tempo indeterminado. estamos com essa dúvida você pode nos ajudar agradeço a sua resposta e fico no aguardo muito obrigado jéssica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom.. o cateter é um meio temporário, não quer dizer que não vai precisar fazer a hemodiálise por muito tempo, quer dizer apenas que precisou de um meio rápido e fácil pra fazer hemodiálise... se puder transplantar ou caso recupere a função renal... melhor... retira-se o cateter e volta-se à vida normal... mas quando se sente que o rim não é recuperável e que o transplante vai tomar um tempo a ser feito... o melhor é mesmo a fístula, que vai evitar que sua mãe corra o risco de contrair uma infecção que entre pelo cateter direto pra corrente sanguínea.

      Excluir
  45. Oi meu nome eh Milene. Mknha mae faz hemodialise a quase 4 meses e agora q os medicos decidiram q ela vai colocar a fistula, porem o medico disse q ela tem veias mto finas e mortas e disse q a fistula nao vai adiantar mto coloca-la. Pq as veias ficam assim? Sera q mesmo ela colocando a fistula o organismo pod reagir bem e funcionar com a fistula???
    Agradeço a atençao, se puder responda no meu email: myllene_vr@hotmail.com

    ResponderExcluir
  46. Ola meu nome é Andréia, meu Pai faz dialise a 1 ano começo com cateter no pescoço depois passou para o peito e enfim conseguiu fazer a fisula, mais essa semana ela parou de funcionar e foi feito outro cateter no peito, mais ele não tem veia boa para uma outra fisula as suas veias são bem fracas e creio que essa do peito não vá funcionar por muito tempo o que pode ser feito?
    Agradeço desde já.

    ResponderExcluir
  47. Bom dia, chegou a informaçao que nunca queriamos que chegasse, minha mae deve começar a fazer hemodialise, ela nao quer colocar a fistola porque diz que o braço fica inchado e prefere fazer pelo pescoço, o que vcs me aconselha? qual a diferença entre colocar a fistola e fazer pelo pescoço? Agradeço desde ja.

    ResponderExcluir
  48. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  49. ola, meu nome é Priscila e meu marido faz hemodialise ha 3 anos, já fez fistula nos dois braços e parou 3x agora esta com cateter e os médicos disseram que não pra pra fazer outra fístula, como proceder agora? tera que ficar com o cateter pro resto da vida? me ajudem por favor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hmm... não sei quais as condições do seu marido... é difícil para mim dizer qualquer coisa... mas até onde eu entendo, a fístula possui 4 pontos possíveis. Nos braços e antebraços esquerdo e direito. Porém se ele perde a fístula com facilidade e já perdeu as 4 fístulas... os médicos podem estar considerando que ele faça a diálise peritonial, que talvez seja melhor a ele. (existe a possibilidade de fazer fístula nas pernas mas não é nem um pouco recomendado)

      Excluir
  50. Olá, meu nome é marta, meu marido faz hemodiálise a quase 2 anos, já usa fistula, no braço esquerdo, de um mês pra cá, a mão da fistula, começou a inchar, e agora ela esta muito inchada, e doi muito, segundo ele, além de doer, ele sente um choque. gostaria de saber o porque do inchaço, já que a fistula funciona normalmente. Desde já agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O choque pode ser normal, eu me lembro que sentia alguns choques também, mas mais no começo do uso da fístula... pois a cirurgia parece mexer com os nervos do pulso. Porém ele talvez tenha sofrido uma punção que atravessou a veia e ela teve uma infiltração... difícil dizer... como já faz um mês da sua pergunta.. eu ia ficar feliz se você pudesse voltar ao blog e responder como está seu marido e se já encontraram uma resposta ;)... ajuda todo mundo sempre.

      Excluir
  51. Peço desculpas ao tempo que fiquei longe do Blog. Vi que muita gente fez perguntas e pediu ajuda e eu não tive tempo de responder. Imagino que a maioria já deve ter sanado seus problemas e tirado suas dúvidas. Eu estive muito ocupado estudando biotecnologia, procurando um caminho pra encontrar uma cura pra todos nós que sofremos com problemas renais.
    Prometo que em breve vou voltar a ativa com novos posts e pra responder todo mundo que precisar de ajuda na hora certa.

    ResponderExcluir